Educação Química en Punto de Vista https://revistas.unila.edu.br/eqpv <p>A revista <strong>Educação Química <em>en Punto de Vista</em> </strong>é uma publicação <span style="text-decoration: underline;">semestral</span> da <strong>Rede Latino-Americana de Pesquisa em Educação Química - ReLAPEQ</strong>, criada em 2014. Seu título procura abarcar as duas línguas que representam os países latino-americanos, embora aceite também publicações em inglês. A missão da revista é difundir trabalhos relacionados à <strong>educação química</strong> produzidos no âmbito de diferentes países e contextos educacionais, conferindo um caráter de internacionalização à revista e, ao mesmo tempo, compreendendo diferentes realidades tais como: ensino fundamental, ensino médio, ensino superior, formação de professores, educação em espaços não-formais.</p> Universidade Federal da Integração Latino-Americana pt-BR Educação Química en Punto de Vista 2527-0915 <p>Proposta de Aviso de Direito Autoral Creative Commons</p><p><strong>1. Proposta de Política para Periódicos de Acesso Livre</strong></p><p>Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos:</p><p>Autores mantém os direitos autorais e concedem à revista o direito de primeira publicação, com o trabalho simultaneamente licenciado sob a Licença Creative Commons Attribution que permite o compartilhamento do trabalho com reconhecimento da autoria e publicação inicial nesta revista.</p><p>Autores têm autorização para assumir contratos adicionais separadamente, para distribuição não-exclusiva da versão do trabalho publicada nesta revista (ex.: publicar em repositório institucional ou como capítulo de livro), com reconhecimento de autoria e publicação inicial nesta revista.</p><p>Autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal) a qualquer ponto antes ou durante o processo editorial, já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado (<a href="http://opcit.eprints.org/oacitation-biblio.html">Veja O Efeito do Acesso Livre</a>).</p><p><strong>2. Proposta de Política para Periódicos que oferecem Acesso Livre Adiado</strong></p><p>Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos:</p><p>Autores mantém os direitos autorais e concedem à revista o direito de primeira publicação, com o trabalho licenciado simultaneamente sob uma Licença Creative Commons Attribution após a publicação, permitindo o compartilhamento do trabalho com reconhecimento da autoria do trabalho e publicação inicial nesta revista.</p><p>Autores têm autorização para assumir contratos adicionais separadamente, para distribuição não-exclusiva da versão do trabalho publicada nesta revista (ex.: publicar em repositório institucional ou como capítulo de livro), com reconhecimento de autoria e publicação inicial nesta revista.</p><p>Autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal) a qualquer ponto antes ou durante o processo editorial, já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado (<a href="http://opcit.eprints.org/oacitation-biblio.html">Veja O Efeito do Acesso Livre</a>).</p> Os textos de divulgação científica em livros didáticos de Química e suas propostas metodológicas https://revistas.unila.edu.br/eqpv/article/view/1944 <p>A Divulgação Científica (DC) possui um papel essencial no que se refere à difusão da ciência, por meio de revistas de divulgação da ciência, jornais, <em>internet</em>, entre outros. Os autores de Livros Didáticos de Química (LDQs) têm se apropriado de Textos de Divulgação Científica (TDCs) para complementar sua obra, trazendo assuntos com temáticas contemporâneas. Deste modo, investigamos qual a posição metodológica dos TDCs encontrados nos LDQs aprovados pelo Programa Nacional do Livro Didático (PNLD 2018). Buscamos todos os textos complementares nos LDQs e os caracterizamos como TDCs de acordo com os critérios de Zamboni (2001). Aproximamos a proposta de uso dos TDCs pelos autores a metodologias de ensino como: Problematização, Estudo de Caso, Investigação, Contextualização e Estudo do Texto. Neste estudo apontamos os principais aspectos da utilização destes textos nos livros didáticos e consequentemente na sala de aula.</p> Beatriz Tilschneider Garcia Rosa Marcia Borin da Cunha Copyright (c) 2020 Educação Química en Punto de Vista http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2020-12-31 2020-12-31 4 2 10.30705/eqpv.v4i2.1944 Articulação entre a pedagogia freireana e o enfoque CTSA: análise de uma experiência de formação docente https://revistas.unila.edu.br/eqpv/article/view/2549 Este artigo analisa possíveis aproximações entre a perspectiva freireana de educação e o enfoque Ciência, Tecnologia, Sociedade e Ambiente (CTSA), no contexto de uma intervenção didática elaborada, aplicada e avaliada por duas licenciandas de química, a partir do tema: os impactos socioambientais associados ao descarte da escória pela Companhia Siderúrgica Nacional. Para tanto, foram adotadas metodologias qualitativas de investigação, sendo os dados constituídos por entrevistas, plano de aula, notas de observação e registro em áudio da aula ministrada. A interpretação dos dados, a partir de articulações entre o enfoque CTSA e as reflexões de Paulo Freire acerca dos saberes necessários à prática educativa apontam a importância de criar condições para que o licenciando reflita sobre suas concepções de ensino e aprendizagem, de modo a promover um ensino de ciências voltado para formação de cidadãos críticos e transformadores da ordem social, econômica e política que nos oprime. Aroldo Nascimento Silva Karina de Souza Silveira Ana Cristina da Silva Monteiro Copyright (c) 2020 Educação Química en Punto de Vista http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2020-12-31 2020-12-31 4 2 10.30705/eqpv.v4i2.2549 Concepções dos alunos sobre o uso de simulações interativas como ferramenta no ensino de Química https://revistas.unila.edu.br/eqpv/article/view/2623 <p>A educação e a tecnologia andam lado a lado na atualidade, pois vivemos em um mundo globalizado, em que existem várias formas de aprender a partir do uso de tecnológicas. Assim, a pesquisa teve como objetivo diagnosticar as dificuldades dos alunos nas disciplinas cursadas e paltar o uso das TICs para sanar esses problemas. O trabalho constitui-se de uma pesquisa exploratória, estudo de caso e abordagem qualitativa, com 20 alunos, do curso de Licenciatura em Química, do IFPI. A coleta dos dados foi por questionário, com análise de conteúdo. Observou que o uso da tecnologia tornou mais atraente e profícuo para os alunos na sua arte de aprender os conteúdos da disciplina. Além disso, acharam interessante e relevante utilização da ferrameta, em que tornou mais fácil, real, significativo. As tecnologias quando utilizadas com o propósito de auxiliar a aprendizagem, ampliam as formas de conhecimento e as práticas pedagógicas dos envolvidos.</p> Ronaldo da Silva Borges Ézio Raul Alves Sá Nataly Maria de Oliveira Sousa Copyright (c) 2020 http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2020-12-31 2020-12-31 4 2 10.30705/eqpv.v4i2.2623 Experiencia didáctica innovadora en clase de Química sobre la tabla periódica https://revistas.unila.edu.br/eqpv/article/view/2642 <p>Este trabajo se centra en el estudio de la tabla periódica mediante el uso de una experiencia didáctica innovadora y en visibilizar algunos de los descubridores de los elementos químicos. Esto es porque los alumnos tienden a memorizar los conceptos y no a razonarlos, por lo que los estudiantes muestran dificultades en su estudio que intentan solventarlas mediante ideas preconcebidas. Así pues, para mejorar los conocimientos sobre la tabla periódica y visibilizar algunos de los científicos que han descubierto elementos químicos que la forman, se ha hecho uso de un <em>escape room </em>partiendo de que es una metodología de enseñanza innovadora. Para evaluar el aprendizaje de los alumnos, en el trabajo se comparan los conocimientos que tienen sobre el tema de la tabla periódica y descubridores antes y después de realizar la experiencia didáctica.</p> María Amparo Sánchez Soler Óscar Raúl Lozano Lucia Copyright (c) 2020 http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2020-12-31 2020-12-31 4 2 10.30705/eqpv.v4i2.2642 A tabela periódica em fascículos: uma proposta de objeto educacional https://revistas.unila.edu.br/eqpv/article/view/2349 <p>Este artigo apresenta um estudo que investigou as potencialidades de uma proposta didático-pedagógica (<em>e-book</em>) destinada aos professores de Química e alunos do ensino médio, a qual foi elaborada e desenvolvida com o objetivo de ser versátil e que promova, a partir de uma linguagem fluída, uma interlocução com os leitores, de modo que estes possam explorar os conceitos químicos que versam o conteúdo da tabela periódica. É importante salientar que não há a pretensão de substituir os livros didáticos, mas sim, ser um recurso didático complementar e de fácil acesso, por meio digital ou impresso (fichário).</p> Mayana Ferreira da Cunha Thiago Henrique Barnabé Corrêa Copyright (c) 2020 Educação Química en Punto de Vista http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2020-12-31 2020-12-31 4 2 10.30705/eqpv.v4i2.2349 Uma ferramenta para o ensino das boas práticas de laboratório e segurança química na formação de profissionais https://revistas.unila.edu.br/eqpv/article/view/2640 <p>No presente artigo, apresenta-se a experiência do Ensino a Distância (EAD) para a difusão das Boas Práticas de Laboratório (BPL) e Segurança Química (SQ). O curso ministrado é uma ação de extensão voltada para a capacitação de profissionais que atuam em laboratórios químicos de instituições públicas (federais, estaduais ou municipais) de ensino e pesquisa no Brasil. Para isto, o material informativo fornecido foi trabalhado através de fóruns e debates online, utilizando-se de vídeos e podcasts, em fóruns de discussão envolvendo cursistas e tutores. O entendimento da relevância dos conceitos desenvolvidos durante o curso resultou em diversas ações pontuais de melhorias no campo das boas práticas de laboratório e segurança química. Assim, entendemos que a iniciativa alcançou o objetivo principal de desenvolver a capacidade de identificar os riscos químicos no ambiente, com a consequente implementação de microprocessos de segurança química, o que previne acidentes, preserva o patrimônio público e melhora a saúde ocupacional de todos os envolvidos.</p> Adan Santos Lino Joana D'Arc da Silva Trindade Charlion Cosme de Oliveira Copyright (c) 2020 http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2020-12-31 2020-12-31 4 2 10.30705/eqpv.v4i2.2640 A formação docente em Química e os paradoxos da atuação profissional https://revistas.unila.edu.br/eqpv/article/view/2638 <p>O presente estudo realiza uma revisão bibliográfica de caráter qualitativo, que se preocupa em apontar alguns aspectos que atravessam o campo da formação do professor, bem como alguns passos e descompassos da atuação do docente em Química que atua na contemporaneidade. Quem escolhe ser professor, enfrenta alguns desses desafios: a) processos seletivos para acesso ao mercado de trabalho, os quais, muitas vezes colocam o licenciado em situação de desvantagem, assim como a concorrência com bacharéis e químicos industriais, que, inclusive, podem atuar na carreira docente/pedagógica com a aquisição de uma formação pedagógica, como é o caso dos Programas Especiais de Formação de Professores; b) Exigência de experiência docente, o que por vezes fica inviável quando se dedica à Pós-graduação e, quando bolsista de demanda social, não pode exercer atividade remunerada fora da instituição. Essas disparidades que atravessam o acesso do professor de Química ao mercado de trabalho, por vezes, é causa para a desmotivação e o mal-estar do docente, bem como de uma docência deficitária, que leva mais em conta o número de produções acadêmicas e suas classificações, em detrimento de um trabalho pedagógico que reverbere positivamente tanto na vida do estudante, quanto da vida do professor.&nbsp;Fato que, torna o desenvolvimento desse trabalho um importante fazer para pensar e tensionar a docência em Química no presente.&nbsp;</p> Fernanda Monteiro Rigue Débora Farina Gonçalves Copyright (c) 2020 http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2020-12-31 2020-12-31 4 2 10.30705/eqpv.v4i2.2638 Prancha temática como ferramenta de inclusão: ensinando a tabela periódica à alunos com deficiência intelectual https://revistas.unila.edu.br/eqpv/article/view/2545 <p>A compreensão dos conceitos científicos de química são um desafio para os alunos do ensino médio, principalmente para os alunos com deficiência intelectual. Reconhece-se, portanto, a necessidade de desenvolver novas metodologias que se adequem as especificidades desse grupo. A presente pesquisa teve como objetivo<strong> </strong>confeccionar uma prancha temática para auxiliar alunos com deficiência intelectual no ensino/aprendizagem da tabela periódica. Para tanto, utilizou-se o software picto4me na escolha e disposição das figuras da prancha temática. O conteúdo de tabela periódica foi trabalhado observando-se a sequência cronológica dos livros didáticos. Depois de construída, a prancha temática foi utilizada por um aluno com deficiência intelectual e o seu nível de aprendizagem foi verificado através do aumento do número de acertos das questões dispostas em um exercício específico. Os resultados obtidos evidenciam a validade da prancha temática, pois além de auxiliar no aprendizado, gerou novos questionamentos no estudante, caminho para evocar pensamentos mais elaborados.</p> Cecília Elisa de Sousa Muniz Antônio Luiz da Silva Diana Sampaio Braga Gilberlândio Nunes da Silva Copyright (c) 2020 Educação Química en Punto de Vista http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2020-12-31 2020-12-31 4 2 10.30705/eqpv.v4i2.2545