[1]
J. Targino e S. da Silva Freitas, “A COVID-19 E A MORTE COMO POLÍTICA DE ESTADO NO BRASIL”, Espirales, maio 2021.