Revista de Investigação Tecnológica em Educação em Ciências e Matemática https://revistas.unila.edu.br/ritecima <h2 style="text-align: justify; line-height: 115%; margin: 0cm 0cm 6.0pt 0cm;"><span style="font-size: 12.0pt; line-height: 115%; font-family: 'Arial',sans-serif; font-weight: normal;">A Revista de Investigação Tecnológica em Educação em Ciências e Matemática (RITECiMa) trata-se de um periódico científico com fluxo contínuo da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA). A </span><span style="font-size: 12.0pt; line-height: 115%; font-family: 'Arial',sans-serif; font-weight: normal;">RITECiMa tem como foco publicizar resultados de</span><span style="font-size: 12.0pt; line-height: 115%; font-family: 'Arial',sans-serif; font-weight: normal;"> pesquisas investigativas de viés tecnológico na área de Educação em Ciências (Física, Química, Biologia ou Ciências Naturais) e em Matemática.</span></h2> EDUNILA – Editora Universitária da UNILA pt-BR Revista de Investigação Tecnológica em Educação em Ciências e Matemática <p>Ao publicar o artigo científico na Revista de Investigação Tecnológica em Educação em Ciências e Matemática, o(a) autor(a) confirma que o trabalho é ORIGINAL e não foi anteriormente publicado em outro periódico físico ou digital, nem tampouco, como capítulo de livro, etc. Ele também atribui os direitos autorais do artigo à revista que disponibilizará seu conteúdo gratuitamente através do seu portal (https://revistas.unila.edu.br/ritecima).</p> <p> </p> O primódio de uma trajetória em prol da divulgação do conhecimento científico: Revista de Investigação Tecnológica em Educação em Ciências e Matemática (RITECiMa) https://revistas.unila.edu.br/ritecima/article/view/3192 Maria das Graças Cleophas Everton Bedin João Roberto Ratis Tenório da Silva Copyright (c) 2021 Revista de Investigação Tecnológica em Educação em Ciências e Matemática http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2021-12-31 2021-12-31 1 1 3 As Tecnologias Digitais presentes nos produtos educacionais de Matemática na região sul do Brasil https://revistas.unila.edu.br/ritecima/article/view/3170 <p>O presente artigo busca compreensões sobre as Tecnologias Digitais (TD) utilizadas para o desenvolvimento de produtos educacionais de Matemática resultantes de pesquisas em programas de pós-graduação profissional stricto sensu na região sul do Brasil. O objetivo principal foi verificar o que se tem produzido, no âmbito destes programas, sobre o uso de TD para o trabalho com os conteúdos de Matemática. Para tanto, apresenta um Mapeamento Sistemático, numa abordagem qualitativa, que mapeou os produtos educacionais. O mapeamento encontrou 20 produtos, que foram analisados em busca das compreensões desejadas. Entre os resultados, foi possível perceber que a maioria dos produtos foi elaborada como material didático e instrucional, nos formatos de guias e sequências de atividades. Em relação aos conteúdos matemáticos que mais se fizeram presentes destacaram-se, na Educação Básica, os conteúdos de estatística, probabilidade e análise combinatória. No Ensino Superior destacaram-se os conteúdos relacionados a limites e derivadas, sequências numéricas, critérios de convergência e raciocínio covariacional. O mapeamento permitiu verificar que foram utilizadas 25 diferentes TD para o desenvolvimento dos produtos, dentre as quais o GeoGebra e o Excel foram os mais citados. Foi possível concluir que os produtos educacionais podem ser mais explorados pelos professores se forem: disponibilizados em ambientes virtuais mais acessíveis em relação aos atualmente utilizados, e separados por níveis de ensino, por disciplina e conteúdo. Percebeu-se, também, que há a necessidade da criação de mecanismos que aproximem os estudos da pós-graduação da realidade dos professores do Ensino Básico.</p> Marco Aurélio Kalinke Silvana Gogolla de Mattos Renata Balbino Copyright (c) 2021 Revista de Investigação Tecnológica em Educação em Ciências e Matemática http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2021-12-31 2021-12-31 1 4 23 Aprendizagem baseada em jogos nos Institutos Federais da Região Sul: percepções dos docentes e suas potencialidades https://revistas.unila.edu.br/ritecima/article/view/3153 <p>A massificação do smartphone nesta última década remodelou as relações das pessoas com as tecnologias digitais, influenciando<br>significativamente na ampliação do acesso aos videogames. Este contexto favorece a promoção da aprendizagem baseada em jogos digitais, visto que o perfil dos usuários dos games se mostra cada vez mais heterogêneo e inclusivo, com atrativos para todos os estudantes. Em nossa instituição de ensino, uma escola técnica federal no sul do Brasil, percebemos um interesse crescente dos alunos em usar e produzir jogos eletrônicos nas atividades curriculares, e em participar de atividades de iniciação científica envolvendo esta temática. Com o intuito de verificar se este quadro se manifesta em instituições com estrutura semelhante à nossa, organizamos uma pesquisa em outras unidades da rede federal de educação profissional na região Sul do país a partir da aplicação de um questionário com colegas docentes destas escolas. As conclusões da nossa investigação sugerem um ponto de vista bastante positivo do uso dos jogos digitais na rotina escolar e seus benefícios para os estudantes. Contudo, a adesão dos docentes para inclusão destes recursos em suas práticas didáticas se mostra muito baixa, o que provavelmente é reflexo das problemáticas relacionadas com o pouco uso das ferramentas da informação e comunicação na educação em geral.</p> Thiago Troina Melendez Marcelo Leandro Eichler Copyright (c) 2021 Revista de Investigação Tecnológica em Educação em Ciências e Matemática http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2021-12-31 2021-12-31 1 24 39 Pressupostos das metodologias ativas apoiadas nas tecnologias da informação e comunicação e sua implementação na Educação à Distância https://revistas.unila.edu.br/ritecima/article/view/3167 <p>A epistemologia das metodologias ativas não é recente, pois pode ser encontrada em vários marcantes na história, iniciando já no período socrático, na sua maiêutica. A combinação de metodologias ativas com as tecnologias da informação e comunicação é hoje estratégica para a inovação pedagógica tanto no ensino presencial quanto a distância. Neste contexto, este artigo tem como objetivo relacionar os pressupostos das metodologias ativas ancoradas nas tecnologias da informação e comunicação e sua complexidade de implementação na educação a distância. O estudo aqui desenvolvido é uma pesquisa bibliográfica, realizada a partir do levantamento de referências teóricas já analisadas, e publicadas por meios escritos e eletrônicos, como livros e artigos científicos. O crescimento da educação a distância acompanhou a evolução das tecnologias da informação e comunicação, porém isso não significa um avanço pedagógico. Na educação a distância a metodologia ativa proporciona ao aluno a interação com o professor, com o colega, com o conteúdo e com a tecnologia nos ambientes virtuais de aprendizagem, potencializando o processo de ensino e aprendizagem. Diversas pesquisas sobre metodologias ativas demonstram o processo de adoção e expansão no ensino presencial e a distância, porém pesquisas que relacionam as tecnologias da informação e comunicação e as metodologias ativas com a Educação a Distância ainda são pouco estudadas e necessitam de maior atenção, demostrando a relevância deste estudo para as instituições de ensino.</p> Douglas Rodolfo Papale Tiago Luís de Andrade Sandro José Rigo Caroline Medeiros Martins de Almeida Copyright (c) 2021 Revista de Investigação Tecnológica em Educação em Ciências e Matemática http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2021-12-31 2021-12-31 1 40 53 A aprendizagem tecnológica ativa em publicações no ensino das Ciências e Matemática: https://revistas.unila.edu.br/ritecima/article/view/3171 <p>As tecnologias digitais e as metodologias ativas no Ensino das Ciências e Matemática (ECM) estão cada vez mais presentes nas práticas pedagógicas. No contexto da sociedade da informação, pensar o uso conjugado e simultâneo dessas estratégias se mostra pertinente e atual. As metodologias ativas são estratégias que colocam os estudantes como principais agentes de seu aprendizado, já as tecnologias digitais são recursos que auxiliam nos processos de ensino e aprendizagem. Nesse sentido, esta pesquisa, por meio do corpus latente de conteúdo, teve como objetivo identificar quais artigos científicos foram elaborados sobre as metodologias ativas e tecnologias digitais no campo do ECM de maneira conjunta. Além disso, esta pesquisa realizou também uma análise dos artigos mais citados no Google Acadêmico, destacando os objetivos, quais teorias fundamentavam os trabalhos e suas contribuições em cada uma das áreas (Química, Física, Biologia e Matemática). Ademais, buscou-se relacionar estes artigos mais citados com o modelo da Aprendizagem Tecnológica Ativa (ATA). Os resultados mostram que do total de 85 artigos encontrados e analisados, a área do ensino de Química apresentava maior número de publicações (31,7%), seguido do ensino de Matemática (25,8%), de Física (24,7%) e de Biologia (17,6%). Em relação às metodologias ativas, observou-se, de maneira geral, que artigos envolvendo a gamificação e a sala de aula invertida predominavam na maioria das áreas e que o ano de 2020 apresentou maior número de publicações. Por fim, identificou-se a presença dos pilares da ATA nos artigos mais citados, suscitando a contribuição deste modelo para o ECM.</p> Bruno Silva Leite Copyright (c) 2021 Revista de Investigação Tecnológica em Educação em Ciências e Matemática http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2021-12-31 2021-12-31 1 54 79 Tempo e tecnologia no processo de visualização em Química https://revistas.unila.edu.br/ritecima/article/view/3175 <p>As tecnologias digitais e o acesso à internet vêm trazendo à vida social desafios relacionados às problemáticas relações entre imagens e tempo baseadas em homogeneização, redundância e aceleração de consumo de conteúdo visual, promovendo leituras superficiais e individualizantes. Ao contrário, alguns estudos têm demarcado a necessidade de assegurar um tempo adequado para a aprendizagem com representações visuais químicas o qual tende a se afastar da rapidez e da individualidade. Diante disso, neste estudo exploratório investigou-se as relações entre tempo e imagens por meio de registros audiovisuais das práticas de ensino de professores em formação inicial com quatro sequências didáticas temáticas, sendo duas reportadas nesta comunicação. Para isso, procedeu-se com uma análise de conteúdo suportada por categorias analíticas vindas da literatura científica. Os resultados mostraram que o uso de tecnologias digitais prescinde de uma diferenciação temporal entre os recursos visuais químicos e os demais em função de suas respectivas intenções de ensino e não apenas em função do tipo de suporte (estático ou dinâmico). Os resultados constataram nas falas dos licenciandos um predomínio de conceitualizações no domínio macro, de modo que a problematização daquela diferenciação temporal poderia ser útil para explorar a pertinência do domínio submicro e das transições entre os domínios em práticas futuras. Com isso, o estudo reforça a importância da inserção de reflexões sobre o uso de tecnologias na formação de professores e sugere que as estratégias de ensino com visualizações podem estimular a criação das temporalidades compartilhadas e propícias a uma leitura profunda e crítica das imagens.</p> Alceu Junior Paz da Silva Agnaldo Arroio Copyright (c) 2021 Revista de Investigação Tecnológica em Educação em Ciências e Matemática http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2021-12-31 2021-12-31 1 80 99 Revisando propostas de ação educativa na formação de professores de Ciências e Matemática https://revistas.unila.edu.br/ritecima/article/view/3164 <p>Tendo como base o desenvolvimento do processo de<br>aprendizagem com o uso de recursos tecnológicos procurou-se associar<br>alguns relatos e experimentos de atividades realizadas por outros<br>pesquisadores, sobre a investigação do uso pedagógico do computador<br>para promoção de uma aprendizagem científica apontando ações<br>educativas e estratégias diferenciadas e bem sucedidas na formação de<br>professores. Esse estudo reforça a ideia de que a aprendizagem pode ser<br>ampliada e pedagogicamente amparada pelo uso de tecnologias nos<br>processos de ensino. A revisão de literatura empregada potencialmente<br>fornece subsídios para uma mudança pontual e significativa nas técnicas de<br>abordagem dos conteúdos de cunho científico. A pesquisa abrangeu<br>trabalhos publicados entre os anos de 2003 a 2019 com domínio centrado<br>nas áreas de Ciências pesquisados na no gerenciador de base Isi web<br>Knowledge. O foco abrangeu Education Educacional research e<br>Information sciences library scince. O caráter exploratório empregado<br>neste estudo discorreu sobre pesquisas qualitativas, revisão bibliográfica de<br>artigos disseminados em periódicos de divulgação de Educação Científica<br>e ensino de Ciências. Os resultados apresentam sugestões de metodologias<br>inovadoras e de contexto tecnopedagógico favoráveis à uma formação de<br>professores pautada na educação científica e na troca de experiências.</p> Adriano Silveira Machado Copyright (c) 2021 Revista de Investigação Tecnológica em Educação em Ciências e Matemática http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2021-12-31 2021-12-31 1 100 113 Reflexões teóricas sobre a utilização de tecnologias digitais no ensino superior em decorrência das restrições impostas pela pandemia do novo Coronavírus https://revistas.unila.edu.br/ritecima/article/view/3177 <p>Este artigo possui como objetivo realizar uma análise e reflexão teórica sobre a implementação do ensino remoto de emergência com integração das tecnologias digitais. Por meio de uma pesquisa bibliográfica com abordagem qualitativa realizou-se a seleção de dez artigos em bases de dados científicos internacionais com periódicos com elevado fator de impacto e em revistas brasileiras com uma boa avaliação <em>Qualis</em>. A partir da análise dos artigos selecionados, elaborou-se uma tabela com as fragilidades e pontos de atenção comuns na maioria dos artigos. A partir do estudo realizado percebeu-se que, apesar dos contextos e realidades serem distintas, professores e alunos, em maior ou menor nível, enfrentam as mesmas dificuldades e se deparam com os mesmos problemas. Neste sentido, os resultados apontam para problemas que já eram conhecidos e pesquisados no pré-pandemia, tais como a necessidade de desenvolvimento de competências digitais, a falta de acesso a dispositivos computacionais e dificuldade de conexão à internet. No entanto, para uma porcentagem significativa de estudantes, o ensino remoto apresentou outros problemas tais como excesso de carga horária e falta de ambiente adequado para estudos que levam a dificuldades para gerenciamento do tempo, para criar autodisciplina, para ficar motivado e dedicado. Em relação aos professores, além da necessidade de desenvolvimento das competências digitais, evidenciou-se a falta de tempo para planejamento e adaptação, bem como o aumento da carga horária de trabalho. &nbsp;&nbsp;&nbsp;</p> Wender Antônio da Silva Janaine Voltolini de Oliveira Luzia Voltolini Copyright (c) 2021 Revista de Investigação Tecnológica em Educação em Ciências e Matemática http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2021-12-31 2021-12-31 1 114 135 Base Conceitual do Conhecimento Tecnológico Pedagógico do Conteúdo de Professores de Ciências Exatas https://revistas.unila.edu.br/ritecima/article/view/3178 <p>Considerando o cenário atual em que a educação se encontra, e que muitas escolas ainda possuem um ensino totalmente analógico, é importante estudar o perfil teórico docente em relação à intersecção dos Conhecimentos Tecnológicos, Pedagógicos e de Conteúdo. Logo, esse texto objetiva apresentar a base conceitual que Professores em Formação Inicial (PFI) possuem em relação ao Conhecimento Tecnológico Pedagógico do Conteúdo. Esta pesquisa, desenvolvida com a participação de 58 PFI, é do tipo <em>Survey</em>, de natureza básica e de abordagem quantitativa. A construção dos dados ocorreu por meio de um questionário adaptado para o formato <em>online</em> via <em>Google Forms</em>, o qual foi enviado aos PFI por meio de <em>Link</em> no <em>WhatsApp</em>, ficando disponível por 7 dias. A análise quantitativa dos dados, constituídos a partir de assertivas na escala <em>Likert,</em> foi realizada por intermédio do <em>software</em> <em>Statistical Package for the Social Sciences </em>à luz do teste não paramétrico <em>Kruskal-Wallis</em>, tendo como significativo um <em>p </em>&lt; 0,05. Ao término, percebeu-se que os PFI apresentam uma predominância de concordância entre as assertivas vinculadas as diferentes bases do conhecimento tecnológico, possibilitando inferir que os sujeitos possuem conhecimentos sobre o uso pedagógico das TDIC para desenvolver o conteúdo científico.</p> Arilson Silva da Silva Lucas Eduardo de Siqueira Everton Bedin Copyright (c) 2021 Revista de Investigação Tecnológica em Educação em Ciências e Matemática http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2021-12-31 2021-12-31 1 136 151 Análise de aplicativos móveis de realidades digitais para o ensino de química a partir de um modelo heurístico https://revistas.unila.edu.br/ritecima/article/view/3195 <p>Tecnologias Digitais, como a Aprendizagem Móvel e as Realidades Digitais (RD), estão cada vez mais sendo utilizadas para o Ensino de Química, seja durante as aulas curriculares ou em atividades práticas. Porém, parece faltar meios de analisar sistematicamente essas tecnologias e o quão podem ser úteis no processo de ensino. Este artigo teve como objetivo investigar como se dá a proposta de construção do conhecimento químico a partir de aplicativos móveis que utilizam as RD, sendo um estudo qualitativo que utilizou um modelo autoral para analisar os aplicativos móveis, do sistema Android, que utilizam RD no Ensino de Química. Esse modelo foi proposto a partir das teorias dos Níveis de Compreensão do Conhecimento Químico e das Heurísticas de Usabilidade. Encontrou-se, de maneira geral, que a proposta de construção do conhecimento químico a partir dos aplicativos móveis de RD se dá de maneira ‘ferramental’, isto é, os aplicativos são desenvolvidos e propostos para serem meramente uma ferramenta complementar ao trabalho do professor. Sugere-se que pesquisas envolvendo os níveis de compreensão do conhecimento químico sejam realizadas a fim de diminuir esse caráter meramente instrumental.</p> John Wesley Grando Maria das Graças Cleophas Copyright (c) 2021 Revista de Investigação Tecnológica em Educação em Ciências e Matemática http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2021-12-31 2021-12-31 1 152 165 Imaginação e avaliação pelo modelo do EGameFlow em um jogo digital sobre ácidos e bases https://revistas.unila.edu.br/ritecima/article/view/3190 <p>Este trabalho tem como objetivo apresentar resultados de uma avaliação do jogo digital Batalha Quimicard a partir do modelo do <em>EGameFlow</em> e do papel da imaginação na construção de possíveis novos significados sobre o conteúdo de ácidos e bases. A partir de uma pesquisa exploratória, os dados foram coletados remotamente através da resolução de um questionário disponível na plataforma Google Formulários com dez participantes, após jogarem o Batalha Químicard. A análise se deu em dois momentos: a identificação de possíveis novos significados sobre o conteúdo ácidos e bases projetados no chamado horizonte de aprendizagem a partir da mecânica do jogo e avaliação com a utilização dos critérios do modelo do <em>EGameFlow.</em> Observamos que os participantes prospectaram novos conhecimentos no horizonte de aprendizagem, o que aponta a potencialidade da mecânica do jogo na mobilização de conhecimentos para avançar nas partidas. Além disso, através do modelo do <em>EGameFlow</em>, observamos um percentual acima de 75% que demonstrou satisfação ao jogar.</p> Anny Margarett Fernandes de Melo João Roberto Ratis Tenório da Silva Copyright (c) 2021 Revista de Investigação Tecnológica em Educação em Ciências e Matemática http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2021-12-31 2021-12-31 1 166 184