CHINA, EXTRATIVISMO E DESINTEGRAÇÃO: AMÉRICA DO SUL (2000-2018)

Jackson Francisco de Lima Xavier

Resumo


Esse ensaio tem por objetivo analisar os efeitos da expansão econômica da China sobre o processo de Integração comercial da América do Sul nas primeiras décadas do século XXI. Isso é feito por meio da análise de índices estatísticos que evidenciam a estrutura hierárquica da economia regional e o nível de interação comercial intraregional, correlacionado à pauta exportadora da região. Por fim, problematiza-se o efeito Chines sobre a região.


Palavras-chave


Economia Sul-americana; Integração Comercial; Economia Chinesa; Extrativismo.

Texto completo:

PDF

Referências


BANDEIRA, Luiz Alberto Moniz. O Brasil como potência regional e a importância da América do Sul na sua política exterior. Revista Temas & Matizes MERCOSUL , Nº 14, 2008.

BATISTA JR., P.N. O Plano Real à Luz das Experiências Mexicana e Argentina. Estudos Avançados. São Paulo: nº 28, setembro/dezembro de 1996.

BASTOS, Pedro Paulo Zahluth. A economia política da integração da América do Sul no mundo póscrise. Observatório da Economia Global. Textos avulsos, nº 10, abril 2012.

CARR, Eduard Hallett. Vinte anos de crise 1919-1939. Uma introdução ao Estudo das Relações Internacionais. Editora Universidade de Brasília, Instituto de Pesquisa de

Relações Internacionais, Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2001.

CERVO, A.L. Política Exterior e Relações Internacionais do Brasil: Enfoque paradigmático. Rev. Bras. Polít. Int. 46 (2): 5-25 [2003].

CHANG, H.J. Chutando a escada: a estratégia do desenvolvimento em perspectiva histórica. Tradução: Luiz António Oliveira de Araúío. UNESP: São Paulo, 2004.

CIMINARI, Bárbara. Brasil como potencia regional y las consecuencias para América Latina: Una exploración sobre la realidad. Revista de Relaciones Internacionales y Ciencias Políticas. Universidad Abierta Interamericana (UAI). Vol 3 - Nº 1, pp. 128-143, Junio 2009.

COSTA, Darc Antonio da Luz . Idéias para uma Concepção Estratégica: A Defesa Nacional e o Projeto Nacional. Seminário Política de Defesa para o Século XXI. Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional. Câmara de Deputados, Brasília, 2002.

________. Fundamentos para o estudo da Estratégia Nacional. Gusmão: Paz e Terra 2009.

EICHENGREEN, B. J. A globalização do capital: uma história do sistema monetário internacional. In: Barry J. Eichengreen; tradução de Sergio Blum. Ed.34. São Paulo: ,2000. 288

ESTAY, JAIME. Past and Present of Latin American Regionalisms, in the Face of Economic Reprimarization. In: International Political Economy Series. University of Massachusetts Boston, USA, 2018 (p.47-77)

FURTADO, C. A Economia Latino-Americana: Formação Histórica e Problemas Contemporâneos. Editora Nacional: 1986, São Paulo.

FIORI, J. L. Estados e Moedas no Desenvolvimento das Nações. 3a Edição, Editora Vozes: Petrópolis, 2000.

________. A propósito da “Construção interrompida”. Campinas: Economia e Sociedade, 2000. p.1-19.

________. O poder global e a nova geopolítica das nações. Bom tempo: São Paulo,

________.(2007b). Nicholas Spykman e a América Latina. Le Monde Diplomatique.

Novembro, 2007.

________. PREFÁCIO AO PODER GLOBAL. Revista tempo do mundo | rtm | v. 2 | n. 1 | abr.2010.

________. Brasil e América do Sul: o desafio da inserção internacional soberana.

Brasília, DF: CEPAL. Escritório no Brasil/IPEA, 2011. (Textos para Discussão CEPALIPEA, 42). 34p.

GUIMARÃES, Samuel Pinheiro. Prefacio do livro “Conflicto e integración en

América del Sur: Brasil, Argentina y EEUU”, de Luiz Alberto Moniz Bandeira. Rio de

Janeiro: Revan, 2003.

JAGUARIBE, Hélio. El Brasil y la América Latina. In: Estudios Internacionales,

Chile,Vol. 8, nº 29, enero – marzo.1975.

__________. Brasil, mundo e homem na atualidade. Brasília: Fundação Alexandre de Gusmão, 2008.

KENNEDY, Paul. Auge y caída de las grandes potencias. Barcelona: De bolsillo, 2006.

MALAMUD, Andrés. Interdependência, liderança e institucionalização: o deficit triplo

e as perspectivas negativas para o MERCOSUL. In: RESENDE, Erica Simone Almeida &

MALLMANN, Maria Izabel. MERCOSUL 21 anos, maioridade ou imaturidade. Curitiba: Appris, 2013.

MEDEIROS, Carlos Aguiar de. Modelos alternativos para la integración sudamericana. In: Integración regional en América Latina: desafíos y oportunidades. Monografía - Red del Instituto Virtual, UNCTAD: Nova Iorque e Genebra, 2010.

NOGUEIRA, João Pontes; MESSARI, Nizar. Teoria das Relações Internacionais:

correntes e debates. Rio de Janeiro: Elsevier, 2005.

PADULA, Raphael. Integração regional de infraestrutura e comércio na América do

Sul nos anos 2000: uma análise político estratégica. Tese de Doutorado, COPPE-UFRJ: Rio de Janeiro, 2010.

_________. A Geopolítica da Bacia do Pacífico e a integração regional na América do Sul. Revista IMEA, Vol. 1, Num. 2, pp.30-47, 2013.

PARADISO, José. “Política e Integración”. Segundo Encuentro de Pensamiento

Político: “Pensar la política, un desafío en la tarea de educar”. La Plata, 2009.

PECEQUILO, Cristina Soreanu. Manual do Candidato: política internacional. Brasília: FUNAG, 2012.

PÉREZ-OVIEDO, Wilson; CAJAS-GUIJARRO, John; VALLEJO, María Cristina. South America: Trade and Integration in the New Global Trade Network. In: VIVARES, E. Regionalism, Development and the Post-Commodities Boom. South America, International Political Economy Series. USA, PALGRAVE MACMILLAN, 2018, pp.121-147.

PREBISCH, Raúl (1982). “El Mercado Común Latinoamericano”. In: GURRIERI, Adolfo. La Obra de Prebisch en la CEPAL. México: Fondo de Cultura Económico.

PUNTIGLIANO, A.R; BRICEÑO-RUIZ, J Resilience of Regionalism in Latin America and the Caribbean Development and Autonomy. International Political Economy Series, PALGRAVE MACMILLAN, 2013, UK.

QUILLICONI, C; SALGADO ESPINOZA, R. The South American Regionalisms: A Shift

or the Return of Economic Integration? International Political Economy Series. University of Massachusetts, Boston/USA, 2018.

RIVAROLA PUNTIGLIANO, Andrés; BRICEÑO-RUIZ, José. Resilience of Regionalism in Latin America and the Caribbean Development and Autonomy. International Political Economy Series. UK: PALGRAVE MACMILLAN, 2013.

___________. Geopolitics and Integration: A South American Perspective. Em: RIVAROLA PUNTIGLIANO, Andrés; BRICEÑO-RUIZ, José. Resilience of Regionalism in Latin America and the Caribbean Development and Autonomy. International Political Economy Series. UK: PALGRAVE MACMILLAN, 2013, pp. 19-52.

____________. 21st century geopolitics: integration and development in the age of ‘continental states’, Territory, Politics, Governance. Disponível em: .

SEVERO, L. W. INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E DESENVOLVIMENTO DA AMÉRICA DO SUL: O BRASIL E A DESCONSTRUÇÃO DAS ASSIMETRIAS REGIONAIS. Tese de doutorado - UFRJ. Rio de Janeiro, 2015.

_____________. Breve análise sobre as recentes travas do processo de Integração da América do Sul. In: SARTI, Ingrid (Org.). Sul Global e Integração Regional: A política externa Brasileira (2003-2015). Editora UFRJ, 2018. No prelo.

SHANKAR JHA, P. The Twilight of the Nation State Globalisation, Chaos and War . Pluto Press: London , 2006.

SICSÚ, João; PAULA, Luiz Fernando de; RNAUT, Michel. Por que novo-desenvolvimentismo? Revista de Economia Política, vol. 27, nº 4 (108), pp. 507-524 outubro-dezembro/2007.

STANLEY, L. E; ALONSO, J.M.F. The Changing Problem of Regional Development Finance in Latin America. In: Regionalism, Development and the Post-Commodities Boom in South America, International Political Economy Series. University of Massachusetts Boston, USA, 2018 (p.101-121).

SOUZA, N.A. Ascensão e Queda do Império Americano. CPC-UMES/Mandacaru: 2001, São Paulo.

___________. Economia Internacional Contemporânea: da Depressão de 1929 ao Colapso Financeiro de 2008. Atlas: 2009, São Paulo.

___________. América Latina: as Ondas da Integração. OIKOS: Rio de Janeiro, Volume 11, n. 1, 2012. págs. 90-129. .

SOMBRA SARAIVA, J. F. O Brasil e a Integração Hemisférica: vertente histórica. In: Em Aberto: Brasília, ano 15, n.68, out. /Dez. 1995.

VILLABOY, S.G. Nueva historia mínima de América Latina: Biografía de un

continente. In: Archivo General de la Nación (Vol. CCXXV). Santo Domingo, 2015

VIVARES, E. The IPE Puzzle of Regional Inequality, Instability, and the Global Insertion of South America. In: International Political Economy Series. University of Massachusetts Boston, USA, 2018.

XAVIER, J.F.L. Fases de Integração e o Século XlX. XVI Congresso Internacional Fomerco. Salvador/Bahia, 2017. .

____________. América do Sul: variações no Padrão Econômico Internacional e Fases de Integração. ESPIRALES, Revista para a integração da América Latina e Caribe. Disponível em: .

_____________. Regionalismo Sul-americano: A terceira fase de integração. Novas Edições Acadêmicas, 2018. Disponível em: .


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Orbis Latina

A Revista Orbis Latina, ISSN 2237-6976, é publicada originalmente na plataforma digital ISSUU, cujo acesso, leitura e downloads são gratuitos. Mais detalhes ver  https://sites.google.com/site/orbislatina/