UM ESTUDO SOBRE A ADERÊNCIA DO PROJECT MANAGEMENT FOR DEVELOPMENT PROFESSIONALS (PMD PRO) A PROJETOS COOPERATIVOS DE AGRICULTURA FAMILIAR

Alessandra de Sant’Anna, Dirceu Basso

Resumo


O ensaio propõe a reflexão sobre a aderência do Project Management for Development Professionals (PMD Pro) aos projetos desenvolvidos no âmbito de cooperativas de agricultura familiar. O PMD Pro funciona como uma caixa de ferramentas para gerenciamento de projetos para o desenvolvimento os quais se caracterizam pelo ambiente menos controlado dada a maior necessidade de participação social, fomento de capital social, transferência de conhecimento entre os atores durante o processo de desenvolvimento do projeto. A cooperação é uma estratégia adotada pelas sociedades visando à sobrevivência dos indivíduos grupos e famílias, se apresenta como uma resposta ao aprofundamento do capitalismo e superação das desigualdades produzidas posto que permite inclusão social de populações vulneráveis. A dinâmica de uma cooperativa requer a participação e o controle social dos associados desde sua conformação passando pela gestão, resolução de problemas, respostas aos riscos e gestão de mudanças. Tais características apontam alinhamento entre os princípios, valores e conteúdos cooperativos com os pressupostos de gerenciamento de projetos no PMD Pro. Este estudo, tem como ponto de partida a revisão da literatura sobre gerência de projetos e cooperativismo, seguido da caracterização das necessidades de um projeto cooperativo e da análise do ciclo de vida de um projeto orientado pelo PMD Pro, por último faz-se um paralelo de modo a apontar o potencial de aderência da metodologia aos projetos cooperativos.


Palavras-chave


Cooperativismo; Gestão de Cooperativas de Agricultura Familiar; Gerenciamento de Projetos; PMD Pro.

Texto completo:

PDF

Referências


ABRAMOVAY, Ricardo. Uma nova extensão para a agricultura familiar. In: Anais do Seminário Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural. Brasília: PNUD, 1997.

ALVES, Adilson F.; BORILE, Luiz Cláudio; BELON, Ivone; REINHER, Claudia Laís. (Org.). Manual para cooperativas: boas práticas na gestão cooperativada. Francisco Beltrão, UNIOESTE: UNICAFES: SETI, 2000.

AMARU MAXIMIANO, Antonio Cesar. Administração de projetos: como transformar ideias em resultados. 5ª ed.; São Paulo: Editora Atlas, 2014.

BARRETO, André Valente de Barros. Cultura da cooperação: subsídios para uma economia solidária. In: SOUZA, André Ricardo de; CUNHA, Gabriela Cavalcanti; DAKUZAKU, Regina Yoneko (Org.). Uma outra economia é possível: Paul Singer e a economia solidária. São Paulo: Contexto, 2003.

BAZERMAN, Max H. Processo decisório: para cursos de administração e economia. Tradução: Arlete Simille Marques. Rio de Janeiro: Elsevier, 2004.

BOURDIEU, Pierre. O capital social: notas provisórias. In: NOGUEIRA, Maria Alice; CATANI, Afrânio. (Org.). Pierre Bourdieu: escritos de educação. Petrópolis: Vozes, 1998.

BRADSHAW, Jonathan. A taxonomy of social need. In: MACHLACHLAN, F. Problems and progress in medical care. London, Oxford University Press, 1972.

CARVALHO, Marly Monteiro de; RABECHINI JR., Roque. Perspectivas da Gestão de Projetos. In: RABECHINI JR., Roque; CARVALHO, Marly Monteiro de. (Org.) Gerenciamento de projetos na prática: casos brasileiros. São Paulo: Atlas, 2009.

CAVALIERI, Adriane; RIBEIRO, Pedro C. A estrutura e padrão do gerenciamento de projetos. In: DINSMORE, Paul Campbell; CAVALIERI, Adriane (Org.). Como se tornar um profissional em gerenciamento de projetos: livro base de preparação para a certificação PMP – Project Management Professional. 4ª ed., Rio de Janeiro: Qualitymark Editora, 2011.

CORREA. Marcos Lúcios de Carvalho. Desenvolvimento Local e agricultura familiar: o papel da COAF (Cooperativa Orgânica Agrícola Familiar) no município de Bebedouro – SP. Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional, Franca: Uni-FACEF, 2015.

COSTA, Marli Marlene Moraes da; REIS, Suzete da Silva. Cidadania. Participação e capital social na gestão de políticas públicas. Revista do Direito. n.31, 2009.

FURTADO, Celso. Desenvolvimento e Subdesenvolvimento. Rio de Janeiro, Editora Fundo de Cultura, 1961.

GOMES, Luiz Flavio Autran Monteiro; GOMES, Carlos Francisco Simões; ALMEIDA, Adiel Teixeira de. Tomada de decisão gerencial: enfoque multicritério. 3ª ed., São Paulo: Atlas, 2009.

GONÇALVES DE SOUZA, Rodrigo. Alcance de políticas públicas federais no cooperativismo da agricultura familiar em Goiás do na de 2007 ao ano de 2014: fragilidades e potencialidades. Goiânia, UFG: Programa de Pós-Graduação em Agronegócio, 2016.

GRANOVETTER, Mark. Ação econômica e estrutura social: o problema da imersão. RAE – Eletrônica. v. 6, n.1, art. 9, 2007.

GREGOLIN, Marcos Roberto; et al. Diagnóstico das cooperativas da agricultura familiar do estado do Paraná de acordo com aa ferramentas do Programa de ATER “Mais Gestão”. In: Anais do 55º Congresso Brasileiro de Economia Administração e Sociologia Rural: inovação, extensão e cooperação para o desenvolvimento. Rio Grande do Sul: UFSM, 2017.

MARIANO, Thiago Heleno; BRAGA, Marcelo José. Programa Mais Gestão: coerência entre diagnósticos e planos de ação nas cooperativas de agricultura familiar da Região Sudeste. REVER: Revista de Extensão e Estudos Rurais. V. 7, n.1, jan./jun., 2018.

MARTINEZ, Inmaculada Buendía; SILVA PIRES, Maria Luiza Lins e. Cooperativa e revitalização dos espaços rurais: uma perspectiva empresarial e associativa. In: Cadernos de Ciência e Tecnologia. Brasília, v. 19, n. 1, jan./abr., 2002.

MAZZUCHETTI, Roseli Natalina; STOFELL, Jaime; TARIFA, Marcelo Resquetti. Capital social e desenvolvimento rural: estudo empírico em cooperativas de agricultura familiar no estado do Paraná. RGC. Santa Maria, v. 4, n. 8, 2017.

MOREIRA, Vilmar Rodrigues et al. O cooperativismo e a gestão de riscos de mercado: análise da fronteira da eficiência do agronegócio paranaense. RESR. Piracicaba, v. 50, n. 1, jan./mar., 2012.

OLIVEIRA, Djalma de Pinho Rebouças. Manual de gestão de cooperativas: uma abordagem prática. São Paulo: Atlas. 2001.

______. Planejamento Estratégico: conceitos, metodologias e práticas. 25ª ed., São Paulo: Atlas, 2008.

PM4NGOs. PMD Pro 1: Um Guia de Gerenciamento de Projetos para Profissionais de Desenvolvimento. Toronto: Canadá, 2012.

PUTNAM, Robert. The Prosperous Comunity: Social Capital and Public Life. In: The American Prospect nº 13, 1993. Disponível em: http://prospect.org/article/prosperous-community-social-capital-and-public-life Acesso em: 20 de maio de 2018.

RESENDE, Denis Alcides. Planejamento estratégico para organizações publicas e privadas: guia prático para a elaboração do projeto de plano de negócios. Rio de Janeiro: Brasport, 2008.

SCHNEIDER, Sérgio. A pluriatividade na agricultura familiar. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2003.

SCHNEIDER, José Odelso. A doutrina do cooperativismo: análise do alcance, do sentido e da atualidade dos seus valores e princípios e normas nos tempos atuais. Cadernos Gestão Social. v.3, n. 2, 2012.

SILVA PIRES, Maria Luiza Lins e. Cooperativismo e dinâmicas produtivas em zonas desfavorecidas: o caso das pequenas cooperativas agrícolas do Sul da França. Sociologias. Porto Alegre, ano 13, n. 26, jan-abril, 2011.

SOUZA, Leticia Pelcides de. Cooperativismo: conceitos e desafios à implantação da economia solidária. Vitrine da Conjuntura. Curitiba, v. 2, n. 2, 2009.

TASCHETTO, Paulo Renato; WALCOWICZ, Jussara. A realidade da agricultura familiar no Oeste do Paraná. In: NAZZARI, Rosana Katia; BERTOLINI, Gleysler Rogis Flor; BRANDALISE, Loreni Teresinnha (Org.). Gestão das unidades artesanais na agricultura familiar: uma experiência no Oeste do Paraná. Cascavel: EDUNIOESTE, 2007.

VALERIANO, Dalton. Moderno Gerenciamento de Projetos. São Paulo: Pearson Hall, 2005.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Orbis Latina

A Revista Orbis Latina, ISSN 2237-6976, é publicada originalmente na plataforma digital ISSUU, cujo acesso, leitura e downloads são gratuitos. Mais detalhes ver  https://sites.google.com/site/orbislatina/