ELEMENTOS INTERDISCIPLINARES PARA REFLEXÃO SOBRE O CONSUMO NA CIÊNCIA GEOGRÁFICA

Luana Caroline Künast Polon

Resumo


O consumo é um dos elementos essencial em relação a configuração das dinâmicas territoriais no espaço. Tendo esta afirmativa como premissa, torna-se pertinente reconhecer as interfaces que compõem as relações de consumo. Compreender o consumo enquanto elemento que influencia as relações sociais e espaciais transforma o consumo em um dos aspectos de significativa relevância nos estudos geográficos. O presente artigo pretende, com base em revisão bibliográfica interdisciplinar, desenvolver reflexões acerca das formas pelas quais o consumo pode ser interpretado. Assim, a intenção não é promover uma discussão de cunho estritamente geográfico, mas discorrer sobre questões que são pertinentes, em maior ou menor escala, aos estudos no âmbito da Geografia. 


Palavras-chave


Geografia; Sociedade de Consumo; Consumismo; Discussão.

Texto completo:

PDF

Referências


ALCÂNTARA, Fernanda Henrique Cupertino. Os clássicos no cotidiano: Augusto Comte, Karl Marx, Aléxis de Tocqueville, Émile Durkheim; Max Weber. São Paulo: Arte e Ciência, 2008.

ALVES, Júlia Falivene. A invasão cultural norte-americana. 2. ed. reform. São Paulo: Moderna, 2004.

ARAÚJO, Rafael de Paula Aguiar. Mídia Eletrônica de Massa e Política. Mediações: Revista de Ciências Sociais, Vol.1, n.1. Londrina: Midiograf, 2008.

ARBEX JR, José. O legado ético de Perseu Abramo e de Aloysio Biondi. In ABRAMO, Perseu. Padrões de manipulação na grande imprensa. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2003, p. 7-13.

BAUDRILLARD, Jean. À sombra das maiorias silenciosas. São Paulo: Brasiliense, 1985.

BAUMAN, Zygmunt. Amor Líquido: Sobre a fragilidade dos laços humanos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2004.

BAUMAN, Zygmunt. Globalização: As consequências humanas. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1999.

BAUMAN, Zygmunt; MAY, Tim. Aprendendo a pensar com a Sociologia. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2010.

BAUMAN, Zygmunt. Modernidade e Holocausto. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1998.

BAUMAN, Zygmunt. Vida para o consumo: a transformação das pessoas em mercadoria. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2008.

BOLIGIAN, Levon; BOLIGIAN, Andressa Turcatel Alves. Geografia: espaço e vivência. São Paulo: Saraiva, 2010.

BOTTOMORE, Tom (Ed.). Dicionário do Pensamento Marxista. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001.

BUENO, Francisco da Silveira. Dicionário da Língua Portuguesa. Ediouro, 1996.

CHAUI, Marilena. Simulacro e poder, uma análise da mídia. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2006.

FEATHERSTONE, Mike. Cultura de Consumo e Pós-Modernismo. São Paulo: Studio Nobel, 1995.

FONTENELLE, Isleide Arruda. O nome da marca: Mc Donald’s, fetichismo e cultura descartável. São Paulo: Boitempo, 2002.

GUIMARÃES, Iara. Ensino de geografia, mídia e produção de sentidos. Revista Terra Livre, São Paulo – Ano 23 – Volume 1, Número 28 – páginas 46-66. Associação dos Geógrafos brasileiros (AGB), jan./jun. 2007.

HUXLEY, Aldous. Admirável Mundo Novo. São Paulo: Globo, 2001.

JOHNSON, Allan G. Dicionário de Sociologia: Guia prático da linguagem Sociológica. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1997.

MARX, Karl. Manuscritos Econômicos Filosóficos. São Paulo: Martin Claret, 2005.

MIGUELES, Carmen (org.). Antropologia do Consumo: Casos Brasileiros. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2007.

PADILHA, Valquíria. Tempo livre e capitalismo: um par imperfeito. São Paulo: Editora Alínea, 2000.

PORTO-GONÇALVES. Os (des)caminhos do meio ambiente. São Paulo: Contexto, 1996.

SANTOS, Milton. Por uma outra globalização: do pensamento único à consciência universal. Rio de Janeiro: Record, 2003.

SCHLOSSER, Marli Terezinha Szumilo. Formadores de opinião e intervenção da mídia no campo: Imprensa X Informação no extremo Oeste do Paraná 1980-2000. In: VANDERLINDE, Tarcísio (org.). Fronteiras: Impactos socioambientais na terra prometida. Porto Alegre: Evangraf, 2011, p. 83-95.

VANDERLINDE, Tarcísio. Fragmentos de inconformidade: sociedade, territórios, espaços. Cascavel: Edunioeste, 2009.

VIANNA, Claudia Pereira; SETTON, Maria da Graça Jacintho. O conceito de gênero e a construção dos sujeitos femininos na família: o uso do cinema nas reflexões educacionais. In: SETTON, Maria da Graça Jacintho (Org.). A cultura da mídia na escola: ensaios sobre cinema e educação. São Paulo: Annablume: USP, 2004, p. 83-100.

VOLPI, Alexandre. A história do consumo no Bra


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Orbis Latina

A Revista Orbis Latina, ISSN 2237-6976, é publicada originalmente na plataforma digital ISSUU, cujo acesso, leitura e downloads são gratuitos. Mais detalhes ver  https://sites.google.com/site/orbislatina/