DESAFIOS E OPORTUNIDADES DAS LOJAS DE AUTOPEÇAS DA VILA PORTES NO ATENDIMENTO AOS CONSUMIDORES DE CIUDAD DEL ESTE E PUERTO IGUAZÚ

Giuliano Derrosso, Fernando Meira, Talana Borgignon

Resumo


No estudo apresentado busca-se a reflexão e realização da entrevista prática para compreensão dos desafios e oportunidades que os comerciantes que estão inseridos em uma região de fronteira enfrentam. O trabalho acadêmico tem como objetivo geral compreender como o processo cultural dos paraguaios e argentinos pode influenciar na gestão de negócios na cidade de Foz do Iguaçu, estudando o processo cultural e histórico dos países e cidades da Tríplice Fronteira do Iguaçu, verificando como ocorre o atendimento dos clientes paraguaios e argentinos e consequentemente identificando oportunidades e desafios do atendimento a esses clientes. Os métodos de pesquisa e coleta partem do princípio da busca de informações a cerca dos comerciantes da Vila Portes, através de pesquisa qualitativa, com maior aprofundamento na compreensão dos desafios e oportunidades dos comerciantes. O resultado alcançado pelos acadêmicos é de grande valia ao futuro administrador e para os empresários, pois Foz do Iguaçu lida com público estrangeiro, público este que possui culturas e crenças totalmente diferentes dos brasileiros, e com o levantamento de dados dessa pesquisa as empresas poderão melhorar seus processos de atendimento, e se manter atualizada no mercado. Tem como a principal característica, compreender os desafios em relação a câmbio, cultura e idioma, e buscar entender quais seriam as possíveis melhorias para essa região de comércio popular na cidade de Foz do Iguaçu, e se há realmente uma grande oportunidade de um futuro investimento nesta área, os desafios e até mesmo as ameaças que os comerciantes tem quando se fala em região de fronteira. 


Palavras-chave


Comércio Popular; Fronteira; Vila Portes.

Texto completo:

PDF

Referências


AGRODIGITAL, Via Confagri. Mercosul perto de fechar Acordo de Livre Comércio com EU. Disponível em: http://www.agrotec.pt/noticias/mercosul-perto-de-fechar-acordo-de-livre-comercio-com-ue/. Acesso 31/08/2016.

AIRES, Conexão Buenos. Juan y Eva, amor, ódio, revolução. Disponível em:https://conexaobuenosaires.wordpress.com/2011/09/20/juan-y-eva-amor-odio-revolucao/ . Acesso 31/08/2016.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Ed. 70, 1979.

BEZERRA, Paulo. O olhar do empreendedor. Disponível em: https://www.istoedinheiro.com.br/noticias/investidores/20150619/olhar-empreendedor/272080.shtml. Acesso 10/08/2016.

CHIAVENATO, Idalberto. Teoria Geral da Administração. 6º ed. - Rio de Janeiro: Elsevier, 2001.

CHIAVENATO, Idalberto. Teoria Geral da Administração. Vol. II. 6. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2002.

CHIAVENATO, Idalberto. Gestão de pessoas: e o novo papel dos recursos humanos nas organizações. 2. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2004.

CIUDAD, Buenos Aires. Turismo. Disponível em: https://www.buenosairesturismo.com.br/. Acesso 31/08/2016.

COBRA, M. Marketing básico: uma perspectiva brasileira. 4. ed. - São Paulo: Atlas, 1997.

CORRÊA, Henrique Luiz. Teoria Geral da Administração: abordagem histórica da gestão de produção e operações. São Paulo: Atlas, 2003.

CULTURA, Rádio. Autoridades definem plano de controle na tríplice fronteira. Disponível em: https://www.radioculturafoz.com.br/2016/08/02/definem-planos-de-controle-na-triplice-fronteira/. Acesso 10/08/2016.

DESLAURIERS, J. & KÉRISIT, M. O delineamento de pesquisa qualitativa. In: POUPART, Jean et al. A pesquisa qualitativa: Enfoques epistemológicos e metodológicos. Petrópolis, RJ: Vozes, 2008.

DUAILIBI, R.; SIMONSEN JR., H. Criatividade & marketing. São Paulo: Pearson Makron Books, 2005.

ENGEL, J. F.; BLACKWELL, R. D.; MINIARD, P. W. Comportamento do consumidor. 8. ed. - Rio de Janeiro: Livros Técnicos e Científicos Editora S.A, 2000.

ESCOLA Brasil, Geografia do Paraguai. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/geografia/dados-paraguai.htm. Acesso 30/08/2016.

FARIAS, S. A; KOVACS, M. H. Esforço do consumidor, estratégias de redução do risco percebido e satisfação: proposição de um esquema teórico para o comércio eletrônico. In: ENCONTRO DA ANPAD, 30, Salvador, 2006. Anais. ANPAD, 2006. CDROM.

FERREIRA, Ademir Antônio. Gestão Empresarial: de Taylor aos nossos dias: Evolução e Tendências da Moderna Administração de Empresas. 14 reimp. da 1.ed de 1997. São Paulo: Cengage Learning, 2016.

FONSECA, J. J. S. Metodologia da pesquisa científica. Apostila. Fortaleza: UEC, 2002.

FOZ, Tribuna de. Ponte Tancredo Neves: símbolo de integração com a Argentina. Disponível em: http://diariodascataratas.com.br/v1/noticias/661/ponte_tancredo_neves__simbolo_de_integracao_com_a_argentina.html. Acesso 31/08/2016a.

FRANCISCO, Wagner De Cerqueria E. Paraguai. Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/. Acesso 30/08/2016b.

FRANCISCO, Wagner De Cerqueria E. Dados do Paraguai. Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/. Acesso 30/08/2016.

FREITAS, Maria Ester de. Cultura organizacional: formação, tipologias e impacto. São Paulo: Makron, McGraw-Hill, 1991.

GERHARDT, Tatiana Angel; SILVEIRA, Denise Tolfo. Métodos de pesquisa. Coordenado pela Universidade Aberta do Brasil – UAB/UFRGS e pelo Curso de Graduação Tecnológica – Planejamento e Gestão para o Desenvolvimento Rural da SEAD/UFRGS. – Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2009.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2007.

GLOBO.COM, Visitantes das Cataratas do Iguaçu. Disponível em: www.globo.com. Acesso 29/08/2016.

GRUNERT, K. G. Current issues in the understanding of consumer food choices. Trends in Food Science & Technology, v. 13, p. 275-285, 2002.

GUMMERUS, J.; LILJANDER, V.; PURA, M.; RIEL, A. V. Customer loyalty to content‐ based Web sites: the case of an online health‐care service. Journal of Services Marketing, v. 18, n. 3, p. 175-186, 2004.

HARRIS, L. C.; GOODE, M. M. H The four levels of loyalty and the pivotal role of trust: a study of online service dynamics. Journal of Retailing, v. 80, n. 2, p. 139-158, 2004.

IGUAZÚ, Argentina. Garganta do Diabo. Disponível em: http://www.iguazuargentina.com/pt/>. Acesso 31/08/2016.

KINZLER, Ademir Luis; KOEFENDER, Beatriz; ORLANDI Marines. Tríplice Fronteira e os Aspectos Culturais: Puerto Iguazú/Argentina, Ciudad del Este/Paraguai e Foz do Iguaçu/Brasil. Marechal Cândido Rondon. Disponível em: < http://200.201.88.199/portalpos/media/File/GeografiaMCR/relatorio_trabalho_professor_edso n_belo.pdf>. Acesso 04/10/2016.

KNAPIK, Janete. Administração Geral e de Recursos Humanos. Curitiba: Ibpex, 2005.

KOTLER, P. Administração de marketing: análise, planejamento, implementação e controle. 5. ed. São Paulo: Atlas, 1998.

LACOMBE, F. J. M; HEILBORN, G. L. J. Administração: princípios e tendências. São Paulo: Saraiva, 2003.

LAS CASAS, A. L. Administração de marketing: conceitos, planejamento e aplicações à realidade brasileira. São Paulo: Atlas, 2006.

LIMA, Perci. Foz do Iguaçu e sua História. Foz do Iguaçu - Paraná: Copyright, 2001.

MACHADO, Lis Osório. Limites, fronteiras, redes. In: Fronteiras e Espaço Global. T. M. Strohaecker, A. Damiani, N. O. Schaffer , N. Bauth, V. S. Dutra (Org.). Porto Alegre: AGB-Porto Alegre, 1998. p. 41-49.

MANZINI, Eduardo José. Entrevista Semi-Estruturada: Análise de Objetivos e de roteiros. Programa de Pós Graduação em Educação, Unesp. Marília/SP. 2004.

MARTINS, Lavínia Raquel Martins de; RUSCHAMNN, Doris Van de Meene. Desenvolvimento Histórico Turístico Estudo de Caso: Foz do Iguaçu – PR. Caxias do Sul/RS. 2010.

MAXIMIANO, Antônio Cesar Amaru. Teoria geral da administração: da revolução urbana à revolução digital. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2005.

MICHEL. Proprietário da loja Foz Batidos. Entrevista de campo, 2017.

MOREIRA, Marcelo. Empreendedorismo no Brasil. São Paulo: SEBRAE-SP, 2016. Disponível em: www.sebrae.com.br/Sebrae/Portal%20Sebrae/.../GEM%20Nacional%20-%20web.pdf. Acesso em 17/10/2017.

MOTA, Carlos Guilherme. História de um silêncio: a guerra contra o Paraguai (1864- 1870) 130 anos depois. Estudos Avançados, USP, São Paulo, Ano 9, n.24, p. 243-254. 1995

MOTTA, Fernando C. Prestes, VASCONCELOS, Isabella F. Gouveia de. Teoria Geral da Administração. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2001.

OLIVEIRA, Nara Regina Olmedo de. Foz do Iguaçu intercultural: cotidiano e narrativas de alteridade. 2012. 154 f. Dissertação (Mestrado em Sociedade, Cultura e Fronteiras) – Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Foz do Iguaçu, 2012. Disponível em: . Acesso em: 03/10/2017.

PACIEVITCH, Thais. Economia da Argentina. Disponível em: https://www.infoescola.com/argentina/economia-da-argentina/. Acesso 31/08/2016.

PANTALONES ROJOS, Histórias de uma Portuguesa em Madri, 2014. Disponível em: https://pantalonesrojos.wordpress.com/. Acesso em 04/04/2017.

PATAGÔNIA. Galeria de fotos. Disponível em: https://www.lugarcerto.com.br/. Acesso 31/08/2016.

PIRES, José Calixto de Souza; MACEDO, Kátia Barbosa. Cultura Organizacional em Organizações Públicas no Brasil. Rio de Janeiro, 2006. Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-76122006000100005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt: . Acesso 29/09/2016.

PORTAL R7. Peso Argentino, 2012. Disponível em: https://www.r7.com/. Acesso em 06/04/2017.

PORTAL R7. O Histórico do dólar Norte-Americano, 2013. Disponível em: https://www.r7.com/. Acesso em 06/04/2017.

RACHEL, Lucimar Azevedo; SALOMÃO, Aretha Henrique Martins. Cultura e Clima Organizacional como Estratégias de Impacto no Desempenho. Juiz de Fora/MG. 2011.

ROBBINS, Stephen Paul. Administração: mudanças e perspectivas. São Paulo: Saraiva, 2000.

ROCHA, L. C. Orientação para clientes. Rio de Janeiro: Senac Nacional, 2004.

ROBBINS, Stephen P.; JUDGE, Timothy A.; SOBRAL, Filipe. Comportamento Organizacional: teoria e prática no contexto brasileiro. 14 ed. – São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2010.

SANTOS, Érica Mendes dos. A importância da cultura para as organizações. 2° Congresso de Pesquisa Científica: Inovação, Ética e Sustentabilidade. Marília/SP, 2012.

SANTOS, M. A natureza do espaço: técnica e tempo razão e emoção. 2ª Ed. São Paulo; Editora Hucitec: 1997.

SANTOS, M. Espaço & Método. 4ª Ed. São Paulo; Nobel: 1997.

SCHIFFMAN, L. G.; KANUK, L. L. Comportamento do consumidor. 6. ed. Rio de Janeiro: LTC, 2000.

SANTOS, José Carlos dos. Uma leitura micro da tríplice fronteira Brasil, Paraguai e Argentina. Florianópolis, 2015. Disponível em: www.snh2015.anpuh.org/resources/.../1433683866_ARQUIVO_Textofinal2015.pdf. Acesso 04/10/2016.

SCHÄFFER, Neiva Otero. Urbanização na fronteira. Santana do Livramento: Editora da UFGRS, 1993, 142 p.

SILVA, Dalliane Castro da. Quadro Resumo Evolução das Teorias Administrativas. 2014. Disponível em https://pt.slideshare.net/DallyAnneCastro/quadro-resumo-evoluo-das-teoriasadministrativas. Acesso 29/05/2017.

SOUZA, Vilson. Entrevista de campo, 2017.

STECA, Lucinéia Cunha; FLORES, Mariléia Dias. História Do Paraná: do século XVI à década de 1950. Londrina - Paraná: Ed. Uel, 2002.

TIBOLA USANOVICH, Daniel Leonardo. Entrevista de campo, 2017.

TRIVIÑOS, A. N. S. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 1987.

URUGUAI, Pró Rio. Estuário do Rio do Prata. Disponível em: http://www.proriouruguai.rs.gov.br/portal/modelo.php?cont=estuario. Acesso 31/08/2016.

XING. Entrevista de campo, 2017.

XINHUA, Martin Zalaba. Cold as you: ice bar "Glacio Bar" in Argentina. Disponível em: http://en.people.cn/n/2015/0901/c90000-8944433.html. Acesso 31/08/2016.

ZANDONÁ, Marco Aurélio Ribeiro. Entrevista de campo, 2017.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Orbis Latina

A Revista Orbis Latina, ISSN 2237-6976, é publicada originalmente na plataforma digital ISSUU, cujo acesso, leitura e downloads são gratuitos. Mais detalhes ver  https://sites.google.com/site/orbislatina/