Sobre a Revista

A revista SURES, periodico do Instituto Latino-Americano de Artes, Cultura e História e Cultura da UNILA, surge com a proposta de apoiar a pesquisa interdisciplinar e de contribuir para o desafio de pensar de modo plural as epistemologias do hemisfério sul.

ISSN: 2317-2738

Notícias

Edição Atual

v. 1 n. 16 (2021): Arte, repressão e resistências nas ditaduras militares do Cone Sul
					Visualizar v. 1 n. 16 (2021): Arte, repressão e resistências nas ditaduras militares do Cone Sul

Dossiê Arte, repressão e resistências nas ditaduras militares do Cone Sul (acesse aqui)

As experiências ditatoriais que emergiram nos países do Cone Sul ao longo da segunda metade do século XX vem despertando cada vez mais interesse – não apenas por parte de pesquisadores latino-americanos, mas do público em geral, em diversos continentes. A atração pelo tema está acompanhada de novas releituras e abordagens, na medida em os estudos sobre a história das ditaduras pode ajudar a compreender os múltiplos aspectos que se relacionam com a permanência de práticas repressivas e valores autoritários nos governos da região na atualidade. A ascensão de líderes de extrema direita que negam a existência da ditadura ou a consideram positiva fez com que o tema se impusesse na agenda do debate público. Todos têm uma opinião [baseada em estudos ou na sua própria vivência] sobre o que foram as ditaduras do cone sul.

 Por sua vez, o campo acadêmico também está inserido nesse mesmo contexto de maior divulgação do conhecimento histórico sobre esta temática. Nota-se uma ampliação das pesquisas sobre esse período nos últimos anos. As razões são variadas, mas alguns aspectos certamente contribuíram para esse alargamento: a abertura de arquivos e a disponibilidade de documentos classificados anteriormente como sigilosos; a constituição de grupos de pesquisas transacionais e os projetos colaborativos entre seus membros e as próprias políticas de memória fomentadas por alguns países latino-americanos nos anos recentes. 

O debate se tornou mais complexo e as categorias canônicas, por vezes, não conseguiam explicar todos os fenômenos relacionados a esse tema, principalmente quando se pensa nos estudos culturais realizados nos contextos ditatoriais. Pesquisadores do campo da cultura tem se debruçado cada vez mais na construção e adaptação de conceitos e categorias que contribuam para a interpretação das especificidades presentes nas dinâmicas das ditaduras latino-americanas. 

Este dossiê pode ser considerado um dos produtos desse novo cenário. A partir dele pretende-se contribuir para a ampliação desse debate. O foco principal foi reunir contribuições voltadas para a análise da dinâmica dos campos cultural e artístico inscritas nas diversas experiências ditatoriais nos países do Cone Sul a partir da segunda metade do século XX. Foram selecionados trabalhos que analisam peças teatrais, filmes, obras literárias, militância cultural partidária, exílio, atuação de intelectuais e discussão historiográfica. Os artigos são interpretados por seus autores a partir de diferentes categorias como gênero, análise comparativa, estudos censórios, recepção e análise textual e filológica. Os temas têm relação com as ditaduras brasileira, argentina, chilena e uruguaia e foram produzidos por pesquisadores de diferentes instituições do continente.

Organizadoras:

Ana Marília Carneiro

Pós-doutoranda em História (CAPES-PrInt/UFMG). Doutora em História pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Membro do Laboratório de História do Tempo Presente LHTP/UFMG

http://lattes.cnpq.br/1868716813818888

Natália Cristina Batista

Pós-doutoranda no Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa. Doutora em História Social pela Universidade de São Paulo. Membro do Núcleo de História Oral NHEO/UFMG

http://lattes.cnpq.br/7604769311506722

Editora-chefe: Michele Dacas

Diagramação e projeto gráfico: Sharlon F. de Fraga

Pareceristas:

Caio de Souza Gomes

Rafael Morato Zanatto

Gregório Foganholi Dantas

Daniel Saraiva

Paulo Bio Toledo

Gessé Almeida Araújo

Meize Regina de Lucena Lucas

Mariana Bortolotti

Wallace Andrioli Guedes

Sabina Florio

Denise Aparecida de Paulo Ribeiro Leppos

José Esteves Evagelidis

Carlos Federico Domínguez Avila

 

Revisoras (es):

Angélica Santamaría Alvarado

Carlos Eduardo do Vale Ortiz

Cristina Pinilla 

Duverly Joao Incacutipa Limachi

Giovanna Sampaio

Juliana Tonin

Sônia Cristina Poltronieri

Thiago Augusto Lima Alves

Publicado: 2021-07-23
Ver Todas as Edições

A revista SURES, de periodicidade semestral e em formato digital,  surge com a proposta de apoiar a pesquisa interdisciplinar e de contribuir para o desafio de pensar de modo plural as epistemologias do hemisfério sul. Por isso se define como veículo de desafios, difusão e debate de ideias, estudos e relatos de experiências, além de se constituir em espaço aberto à comunidade acadêmica, não apenas latino-americana mas internacional, que traduzam reflexões de caráter transnacional sobre temas dos mais variados enfoques e que iluminem as relações interculturais no século XXI.

O veículo se constituirá em um espaço aberto à comunidade acadêmica, com foco na atividade crítica, tanto no que diz respeito às categorias conceituais como em seus desdobramentos estéticos, éticos e políticos.

A revista SURES tem ainda o propósito de divulgar conhecimentos, saberes, línguas originárias e propostas teóricas e práticas inéditas sobre a atuação na pesquisa do Instituto de Arte, Cultura e História da Universidade Federal da Integração Latino-americana e contribuir para a formação de recursos humanos na pós-graduação.

 

Conselho Editorial

Diana Araujo Pereira (UNILA)
Jorgelina Ivana Tallei (UNILA)
Michele Dacas (UNILA)
Paulo Renato Silva (UNILA)