Política linguística e integração latino-americana: desafios de uma proposta bilíngue latino-americana para o ensino superior

Simone Carvalho

Resumo


No processo de democratização do acesso ao ensino superior no Brasil, foram criadas universidades situadas fora das capitais e baseadas em propostas de integração regional, como é o caso da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA). A UNILA propõe-se a uma política educacional bilíngue português-espanhol voltada a questões do desenvolvimento latino-americano e é composta por estudantes e professores provindos de diferentes países da América Latina e do Caribe. Baseado no conceito de política linguística (JOHNSON, 2013), este artigo visa refletir sobre a proposta educacional bilíngue da UNILA, bem como sobre a complexidade e os desafios que se apresentam para a sua construção, especialmente no atual contexto de internacionalização das instituições de ensino superior.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Digital do Instituto Latino-Americano de Arte, Cultura e História- Universidade Federal da Integração Latino-Americana-UNILA

ISSN 2317-2738