Invasões bárbaras: juventudes e literatura marginal no Espaço Comum Luiz Estrela

Autores

  • Gilbert Silva Puc Minas
  • Sandra Pereira Tosta USP
  • Luiz Eduardo Rodrigues de Almeida CEFET-MG

Palavras-chave:

Culturas juvenis, Espaço Comum Luiz Estrela, Sarau Comum

Resumo

Este artigo tem como objetivo debater a produção artística de um coletivo de jovens que atua na cidade de Belo Horizonte-MG/Brasil, segundo um recorte territorial específico que é sua presença em uma ocupação urbana, o Espaço Cultural “Luiz Estrela”. Juventudes e culturas foram observadas, registradas e interpretadas de modo a definir as zonas de vizinhança entre elas e suas produções, por meio da etnografia realizada no Sarau Comum, um dos coletivos atuantes no Espaço Cultural. Buscou-se refletir, ainda, sobre os sentidos que a cultura e a educação produzem nesses contextos de apropriação e lutas, propondo interpretações que podem ampliar a comunicação entre nossos mundos no contato com outros mundos que, apesar de tão próximos no espaço da cidade nem sempre compartilhada, podem provocar estranhamentos de toda natureza e familiaridades imprevistas. 

Referências

ALMEIDA, Raquel de Castro. MATOS, Rodrigo Costa Silva. Coletivo de saraus em Belo Horizonte: expressões das desigualdades socioespaciais. Anais do VXIII Enampur, Natal, 2019.

BOURDIEU, Pierre. A “juventude” é só uma palavra. In: BORDIEU, Pierre. Questões de sociologia. Lisboa: Fim de Século- Edições. 2003. p. 151-162.

CAMPOS, João Paulo de Freitas. O poder da arte: novas insurgências estético-políticas em Belo Horizonte. Novos Debates, vol.2, n.1, jan. 2015.

CAMPOS, João Paulo de Freitas. Rebeliões poéticas: estudo etnográfico sobre o Sarau Vira-Lata. Monografia (Ciências Sociais) – Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2016.

CERTEAU, Michel de. A cultura no plural. Campinas/SP: Papirus. 2008.

CERTEAU, Michel de. A invenção do cotidiano: 1. artes de fazer. Petrópolis, RJ: Vozes. 1994.

COELHO, Rogério Meira. A palavração: atos político-performáticos no Coletivoz Sarau de Periferia e Poetry Slam Clube da Luta. Dissertação (Mestrado em Artes da Cena) - Escola de Belas Artes, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2017.

DA MATTA, Roberto. Carnavais, malandros e heróis. São Paulo: Rocco, 1997.

FÉLIX, Camila, Atlas dos Saraus: mapeamento dos saraus de poesia da região metropolitana de Belo Horizonte. 2017. 174f. Monografia (Arquitetura e Urbanismo) – UFMG, Belo Horizonte.

FÉLIX, Camila. Atlas dos Saraus de Belo Horizonte: Mapeamento dos saraus de poesia da região metropolitana de Belo Horizonte. Belo Horizonte: Crivo Editorial, 2018.

FEIXA, Carles. De jóvenes, bandas y tribus: antropología de la juventud. Barcelona: Editorial Ariel. 1998.

FEIXA PÀMPOLS, Carles. O sentido histórico da juventude. In: CACCIA-BAVA, Augusto. FEIXA-PÀMPOS, Carles. YANKO, Gonzáles Cangas. Jovens na América Latina. São Paulo: Escrituras. 2004. p. 257-327.

FERNANDES, Betto. Disponível em: http://bettofernandes.wix.com/betto-fernandes#!poemas/c10fk. Acesso em: 31 jan. 2021.

GEERTZ, Clifford. Obras e vidas: o antropólogo como autor. Rio de Janeiro: Editora da UFRJ. 2009.

MAGNANI, José Guilherme Cantor. Festa no pedaço: cultura popular e lazer na cidade. São Paulo: Brasiliense. 1984.

MAGNANI, José Guilherme Cantor. SOUZA, Bruna Mantese de. (Org.). Jovens na metrópole: etnografias de circuitos de lazer, encontro e sociabilidades. São Paulo: Terceiro Nome. 2007.

MAFFESOLI, Michel. Sobre o nomadismo: vagabundagens pós-modernas. São Paulo: Record. 2001.

MALINOWSKI, Bronislaw Kasper. Argonautas do pacífico ocidental: um relato do empreendimento e da aventura dos nativos nos arquipélagos da Nova Guiné melanésia. São Paulo: Abril Cultural. 1978.

MARGULLIS, Mário; URRESTI, Marcelo. La juventud es más que una palabra. In: MARGULLIS, M (org.). La juventud es más que una palabra. Buenos Aires, Biblos, 1996.

MARTINS, Leda Maria. Performances do tempo espiralar: poéticas do corpo-tela. 1ª ed. Rio de Janeiro: Cobogó, 2021.

SARAU COMUM. Disponível em: https://www.facebook.com/events/1507129912935644. Acesso em: 30 jan. 2021.

TENINNA, Lucía. Saraus das periferias de São Paulo: poesia entre tragos, silêncios e aplausos. Est. Lit. Bras. Contemp. Brasília, n. 42, p. 11-28, jul./dez. 2013.

TENNINA, Lucía. Cuidado com os poetas! Literatura e periferia na cidade de São Paulo. Brasília: Editora Zouk, 2017.

ZUMTHOR, Paul. Introdução à poesia oral. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2010.

Downloads

Publicado

2022-08-12

Como Citar

Silva, G., Pereira Tosta, S., & Eduardo Rodrigues de Almeida, L. (2022). Invasões bárbaras: juventudes e literatura marginal no Espaço Comum Luiz Estrela. Frontería evista o rograma e Pós-Graduação m iteratura omparada, 3(4), 139–160. ecuperado de https://revistas.unila.edu.br/litcomparada/article/view/3605

Edição

Seção

Escritas fronteiriças: conexões culturais às margens da literatura