Análise de aplicativos móveis de realidades digitais para o ensino de química a partir de um modelo heurístico

Autores

  • John Wesley Grando Grupo Positivo
  • Maria das Graças Cleophas Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA) http://orcid.org/0000-0002-5611-2437

Palavras-chave:

Ensino de Química, Aprendizagem móvel, Avaliação

Resumo

Tecnologias Digitais, como a Aprendizagem Móvel e as Realidades Digitais (RD), estão cada vez mais sendo utilizadas para o Ensino de Química, seja durante as aulas curriculares ou em atividades práticas. Porém, parece faltar meios de analisar sistematicamente essas tecnologias e o quão podem ser úteis no processo de ensino. Este artigo teve como objetivo investigar como se dá a proposta de construção do conhecimento químico a partir de aplicativos móveis que utilizam as RD, sendo um estudo qualitativo que utilizou um modelo autoral para analisar os aplicativos móveis, do sistema Android, que utilizam RD no Ensino de Química. Esse modelo foi proposto a partir das teorias dos Níveis de Compreensão do Conhecimento Químico e das Heurísticas de Usabilidade. Encontrou-se, de maneira geral, que a proposta de construção do conhecimento químico a partir dos aplicativos móveis de RD se dá de maneira ‘ferramental’, isto é, os aplicativos são desenvolvidos e propostos para serem meramente uma ferramenta complementar ao trabalho do professor. Sugere-se que pesquisas envolvendo os níveis de compreensão do conhecimento químico sejam realizadas a fim de diminuir esse caráter meramente instrumental.

Biografia do Autor

John Wesley Grando, Grupo Positivo

Mestre em Educação em Ciências e em Matemática, pelo Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemática da Universidade Federal do Paraná - PPGECM/UFPR (2020). Especialista em Metodologias de Ensino de Química pelo Centro Universitário Internacional - UNINTER (2018). Graduado em Licenciatura em Química pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PUCPR (2017). É membro do Núcleo de Desenvolvimento de Pesquisas em Ensino de Química/Ciências da Universidade Federal da Integração Latino-Americana - NuDPEQ/UNILA. Atua profissionalmente como professor do Grupo Positivo. Tem experiência na área de Química, com ênfase em Ensino de Química, principalmente nos seguintes temas: Materiais Didáticos, RPG, Jogos Educacionais, Tecnologias Digitais, Realidades Digitais e Ensino de Química.

Maria das Graças Cleophas, Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA)

Graduada em Química Industrial pela universidade Federal da Paraíba e licenciada em Química pela mesma Universidade. Mestre em Físico-química pela Universidade Federal da Paraíba. Foi coordenadora do Programa de Iniciação à Docência - PIBID fomentado pela CAPES e contribuiu administrativamente atuando como vice coordenadora do curso de Licenciatura em Ciências da Natureza da Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF). Atualmente é professora da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA). É doutora em Ensino das Ciências, com ênfase no ensino de Química, pela UFRPE. Tem experiência no ensino de Química, atuando principalmente nas seguintes áreas de pesquisa: Problematização para o ensino de Ciências; Instrumentação para o Ensino da Química; História da Química; Desenvolvimento de atividades lúdicas para o ensino e aprendizagem da Química; Inserção de Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) para o ensino de Ciências; Uso de m-learning para o ensino das Ciências; Formação de Professores de Ciências, entre outras.

Downloads

Publicado

2022-02-21

Edição

Seção

Artigos Científicos de Pesquisa