Chamada n. 16 - Dossiê Sures, 1º semestre de 2021

2020-09-22

Arte, repressão e resistências nas ditaduras militares do Cone Sul

Organizadoras:

Ana Marília Carneiro

Pós-doutoranda em História (CAPES-PrInt/UFMG). Doutora em História pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Membro do Laboratório de História do Tempo Presente LHTP/UFMG

anammc@gmail.com; http://lattes.cnpq.br/1868716813818888

Natália Cristina Batista

Pós-doutoranda no Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa. Doutora em História Social pela Universidade de São Paulo. Membro do Núcleo de História Oral NHEO/UFMG

nataliabarud@gmail.com; http://lattes.cnpq.br/7604769311506722

 

A dimensão do autoritarismo e das práticas repressivas – assim como das resistências – ainda permanecem como temas relevantes a serem explorados na história das ditaduras militares do Cone Sul. Para este dossiê, propomos a reunião de trabalhos que abordem a repressão e as resistências no campo artístico, com o objetivo de trazer à tona análises que tratem de aspectos fundamentais para a compreensão histórica dos regimes militares. Nenhum regime autoritário se mantém no poder valendo-se apenas da coerção e da violência física. É neste sentido que a arte se torna, para os governos militares, um importante campo de batalha a ser conquistado, e diversas estratégias de ação foram mobilizadas pelas ditaduras com o fim de atingir esse objetivo. Se, por um lado, houve recrudescimento da atuação repressiva do Estado, por outro, houve resistência cultural e um processo de politização e engajamento nas artes. 

 Pensando na chave da repressão/resistência no campo artístico-cultural durante as ditaduras, convidamos a apresentarem contribuições que tratem, por exemplo, das seguintes perspectivas/temas/questões: criação e organização do sistema repressivo dos regimes militares voltado ao controle cultural; a censura e a perseguição à classe artística; o impacto das políticas culturais promovidas pelos governos militares; as “zonas cinzentas” e suas nuances presentes nas relações entre artistas-intelectuais/Estado/empresariado; os movimentos contestatórios e o engajamento político no cinema, teatro, música, literatura, televisão; as condições de produção da arte sob censura e inserida no processo de ascensão da indústria cultural; relações de gênero, raça e outros marcadores de diferença no campo da produção artística; a construção de uma memória oficial e as consequentes disputas pela memória; análises comparativas entre os regimes militares do Cone Sul.

 

Submissão de artigos: de 21/09/2020 a 21/02/2021. Mais informações em: https://revistas.unila.edu.br/sures/about/submissions

 

Próximos dossiês:

* Migrações, Trabalho e Cultura: movimentações populacionais, cultura e relações de trabalho no mundo contemporâneo – Adriana de Carvalho Medeiros (UFU; acmedeiros22@gmail.com) e Emerson Tavares da Silva (UNICENTRO; etavares@unicentro.br). Chamada de 01/03 a 04/07/2021.

* Mulheres e Trabalho no Cinema e Audiovisual Latino-Americano – Marina Cavalcanti Tedesco (UFF; ninafabico@gmail.com); Francieli Rebelatto (UNILA; francieli.rebelatto@gmail.com) e Tainá Xavier Pereira (UNILA; tainaxp@gmail.com). Chamada de 12/07 a 15/11/2021.

* Memória e Patrimônio Insurgentes – Ana Rita Uhle (ana.uhle@unila.edu.br) e Hernán Venegas Marcelo (hernan.venegas@unila.edu.br). Chamada de 22/11/2021 a 27/03/2022.