A CONSTRUÇÃO DE VIVÊNCIAS COMO METODOLOGIA DE ENSINO DE CIÊNCIAS: ENSINANDO ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL POR MEIO DE ATIVIDADES LÚDICAS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.30691/relus.v4i2.2244

Resumo

A Construção de Vivências é uma metodologia de ensino que se baseia em métodos de ensino por meio de jogos narrativos e interpretativos e estabelece uma abordagem humanista nos processos de ensino e aprendizagem, se pautando no desenvolvimento da experiência de vida, do lúdico enquanto estrutura organizacional das atividades e do capital cultural enquanto mediador do conhecimento e da aprendizagem. Esta metodologia foi aplicada com alunos de duas escolas localizadas na região norte do Estado do Paraná, que por meio de partidas de RPG puderam se apropriar de vários conceitos científicos e aplicar saberes formais que vinham recebendo de suas professoras durante o ano letivo no período normal de ensino, tendo a oportunidade ressignificar estes saberes por meio da Construção de Vivências. Das atividades realizadas foram coletados e analisados três diferentes instrumentos por meio de Análise de Conteúdo. Os resultados demonstraram que a Metodologia de Construção de Vivências cumpre com o seu objetivo de desenvolver um pensamento crítico e significativo relacionado com os conteúdos científicos ensinados em sala de aula.

Biografia do Autor

Agnaldo Arroio, Universidade de São Paulo (USP)

Possui graduação em Química pela Universidade de São Paulo (1996), mestrado em Química (Físico-Química) pela Universidade de São Paulo (1999), doutorado em Ciências (Físico-Química) pela Universidade de São Paulo (2004), graduação em Bacharelado em Imagem e Som: Produção Audiovisual pela Universidade Federal de São Carlos (2004), Pós-doutorado em Educação pela Universidade de São Paulo (2005) e livre-docência em Ensino de Ciências pela Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (2011). Atualmente é professor Associado na Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo. Orienta e supervisiona mestrado, doutorado e pós-doutorado em Educação e Ensino de Ciências. Representante da América do Sul no International Board IOSTE - International Organization for Science and Technology Education (2010-2012; 2012-2014). Diretor de Educação - ABQ -Associação Brasileira de Química (2013-2015). Coordenador do Doutorado Interinstitucional Dinter_UFPI- FEUSP. Tem experiência na área de Química, Comunicação e Educação, com ênfase em Comunicação Audiovisual no Ensino, atuando principalmente nos seguintes temas: Ensino de Química, Media literacy, Early Science Education. http://usp-br.academia.edu/AgnaldoArroio

Fernando Gianetti Fiorin, Professor da Secretaria de Educação do Estado do Paraná (SEED-PR)

Professor de Ciências no Ensino Fundamental, anos
finais, Biólogo formado pela Universidade Estadual de Londrina e
Doutor em Educação pela Universidade de São Paulo.

Referências

ARMSTRONG, D. L. P. e BARBOZA, L. M. V. Metodologia do Ensino de Ciências Biológicas e da Natureza. 1ª Edição. Curitiba: Editora Intersaberes, 2012.

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. 3ª Edição. Lisboa: Editora Edições 70, 2004.

BIZZO, N. Metodologia do Ensino de Biologia e Estágio Supervisionado. 1ª Edição. São Paulo: Editora Ática, 2012.

BOURDIEU, P. Escritos da Educação. 16ª Edição. Petrópolis: Editora Vozes, 2015.

BOURDIEU, P. A Miséria do Mundo. 9ª Edição. Petrópolis: Editora Vozes, 2012.

BOWMAN, S. L. e STANFORD, A. Educational Larp in the Middle School Classroom: a Mixed Method Case Study. National Association for Media Literacy Education (NAMLE), 2015.

BROUGÈRE, G. Brinquedo e Cultura. 8ª Edição. São Paulo: Editora Cortez, 2010.

CATANI, A. M.; NOGUEIRA, M. A.; HEY, A. P. e MEDEIROS, C. Vocabulário Bourdieu. 1ª Edição. Belo Horizonte: Editora Autêntica, 2017.

EWALT, D. M. Dados & Homens: A história de Dungeons & Dragons e de seus jogadores. 1ª Edição. Rio de Janeiro: Editora Record, 2016.

HUIZINGA, J. Homo Ludens. 8ª Edição. São Paulo: Editora Perspectiva, 2014.

KRASILCHIK, M. Prática de Ensino de Biologia. São Paulo: Editora UNESP, 2004.

LARROSA, J. Tremores: Escritos sobre experiência. 1ª Edição, Belo Horizonte: Editora Autêntica, 2016.

MORENO, J.L. Psicodrama. 12ª Edição. São Paulo: Editora Cultrix, 1997.

SCHMIT, W. L. RPG e Educação: alguns apontamentos Teóricos. Londrina: Universidade Estadual de Londrina, 2008.

WITWER, M. Dungeons & Dragons: O império da Imaginação. São Paulo, SP: Editora Leya, 2016.

Downloads

Publicado

2021-01-05

Edição

Seção

Artigos Científicos de Pesquisa