Submissões

O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso. Acesso em uma conta existente ou Registrar uma nova conta.

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.
  • Declaro que a contribuição é original e inédita, e não está sendo avaliada para publicação por uma outra revista.
  • Declaro que o arquivo da submissão está em formato .doc, .docx, ou .odt (Open Document Text). Declaro ainda que o texto não devem ultrapassa o tamanho de 2MB (incluindo imagens, tabelas, etc).
  • Declaro que as URLs para as referências foram informadas quando possível.
  • Declaro que o texto segue os padrões de estilo e requisitos bibliográficos descritos em Diretrizes para Autores, na página da Revista.
  • Declaro saber que sou o autor responsável pela submissão e que ela representa todos os autores do trabalho (caso haja mais de um autor) e, ao enviar o artigo para a revista garanto ter a permissão de todos para fazê-la. Da mesma forma, asseguro que o artigo não viola direitos autorais e que não há plágio no trabalho e estou ciente que a revista não se responsabiliza pelas opiniões emitidas.
  • Declaro estar ciente que a revisão do texto é de exclusiva responsabilidade dos autores. E, caso seja identificado problema de escrita (textual, gramatical e ortográfica) no texto submetido, concordo que os editores se reservem ao direito de devolver o artigo submetido ao(s) autor(es).
  • Declaro estar ciente que a Revista Eletrônica Ludus Scientiae reserva-se o direito de modificar o texto, quando necessário, sem prejudicar seu conteúdo, com o objetivo de uniformizar a apresentação, fazendo assim, a reformulação da linguagem, caso ache necessária.
  • Declaro que as Referências, elemento obrigatório, estão elaboradas de acordo com a NBR 6023/2002. Logo, o manuscrito submetido atende rigorosamente tais exigências.

  • Declaro que o artigo submetido não possui mais que cinco (05) autores.
  • Declaro que a identificação de autoria do trabalho foi removida do arquivo e da opção propriedades do word, garantindo desta forma o critério de sigilo da revista. Instruções estão disponíveis em Assegurando a Avaliação Cega por Pares.
  • Declaro que será fornecido o identificador ORCID de cada um dos autores, durante o processo de submissão. O cadastro deverá ser feito no site http://orcid.org. Leia aqui informações sobre o ORCID. - No campo URL pessoal de cada autor deverá ser inserido o link para o Currículo Lattes.

  • Declaro que o texto segue as orientações expostas em Diretrizes para Autores.

Diretrizes para Autores

O processamento e a submissão de artigos na Revista Eletrônica Ludus Scientiae são gratuitos e a submissão deve ser feita exclusivamente via sistema eletrônico, acessível por meio do endereço:

                      https://revistas.unila.edu.br/relus

A submissão de artigos à Revista Eletrônica Ludus Scientiae deverá atender rigorosamente às seguintes condições:

- O artigo deve ser inédito e não ter sido submetido a outras revistas;

- A seleção dos artigos para publicação toma como referência sua contribuição à Área de Ensino das Ciências (Química, Física, Biologia), dentro da linha editorial da revista. Também são fundamentais a originalidade do tema, o tratamento dado ao assunto em relação ao contexto teórico e metodológico e a qualidade do texto;

- São aceitos artigos em português e espanhol;

- O número máximo de autores não deve ultrapassar um total de cinco (05);

- O texto do artigo encaminhado deve ser anônimo o que implica suprimir o nome dos autores e todas informações a eles referentes, tais como, a instituição a que pertencem, endereços, citações bibliográficas, agradecimentos, referências (i.e., autocitações) e demais alusões que possam permitir a identificação dos autores. Caso o artigo seja aceito para publicação, será solicitada a versão completa do trabalho com todas as informações suprimida;

- Todos os dados de identificação dos autores deverão ser digitados diretamente nos campos apropriados da página de cadastramento do artigo e do/a(s) autor/a(s) no sistema, incluindo nome completo do/a autor/a ou autores, endereço postal, telefone e e-mail para contato com os leitores, com uma breve descrição do currículo (no máximo três linhas), ORCID e filiação institucional. Esses dados NÃO devem constar do arquivo Word (ou compatível) enviado pelo portal;

- A revisão do texto é de exclusiva responsabilidade do autor. Caso seja identificado problema de escrita (textual, gramatical e ortográfica) no texto submetido, os editores se reservam o direito de devolver o artigo submetido ao(s) autor(es).

Atenção: a identificação dos trabalhos somente deverá constar na versão final, dos trabalhos selecionados. A versão submetida na fase inicial do processo de seleção não deverá conter identificação dos autores.

Quanto à formatação do texto:

1. Os originais devem ser encaminhados pelo site da revista (https://revistas.unila.edu.br/relus). Os textos devem ser salvos no formato Word ou compatível e devem ser justificados, formato A4, margens 2,5 cm (superior, inferior, esquerda e direita), espaçamento entre linhas 1,5. Use itálico em palavras ou expressões a serem enfatizadas e para palavras estrangeiras. Não use palavras sublinhadas ao longo do texto, nem marcas d'água. Todo o texto deverá ser escrito em letra Times New Roman, tamanho 11.

2. O título do texto deverá ser escrito em negrito, fonte Times New Roman, tamanho 17, centralizado. Os subtítulos e intertítulos devem ser escritos em negrito, fonte tamanho 12.

3. Os artigos deverão ter entre 15 e 25 páginas, formatados para folha A4, incluindo as referências bibliográficas, notas, quadros, imagens, tabelas, etc. Devem constar resumo e abstract (de até 170 palavras) e palavras-chave (no máximo 5) em português e keywords em inglês.

Obs.: Em relação as palavras-chave e keywords:

4. O artigo deverá conter um título, resumo (até 170 palavras) e até cinco palavras-chaves na língua original. Se escrito em português deverá conter, também, uma tradução para o inglês do título, do resumo e das palavras-chaves e uma tradução para o espanhol (título, do resumo e das palavras-chaves). Se escrito em espanhol, deverá conter uma versão em português do título, resumo e palavras-chave e uma versão em inglês (título, do resumo e das palavras-chaves);

5. Solicita-se que o nome dos autores não apareça no corpo do artigo. Pede-se também a eliminação de trechos que prejudiquem a garantia de anonimato na avaliação e de dados de identificação nas propriedades do documento.

6. Elementos não textuais e outras informações:

  • as tabelas, quadros, gráficos, figuras, mapas, imagens, etc., devem ser inseridos em lugar apropriado no escopo do texto, não sendo necessário enviá-los em separado;
  • as tabelas, quadros, gráficos, figuras, mapas, imagens, etc., serão colocados após sua citação no texto, tão próximo quanto possível, mas de forma que o elemento gráfico e sua legenda fiquem na mesma página;
  • todos os elementos gráficos que não forem do próprio autor, sejam adaptações ou extrações de alguma obra, precisam ter a autoria referenciada na respectiva legenda. Exemplo: Figura 2 – Legenda descritiva (adaptado/extraído de Soares e Porto, 2010, p. 2). A referência completa deve ser listada na seção “Referências” do artigo;
  • no caso de tabelas e quadros, identificados no topo com numeração em algarismos arábicos, seguida da legenda centralizada;
  • no caso de gráficos, figuras, mapas e imagens, devem ser identificados em sua base e com numeração em algarismos arábicos, seguida da legenda centralizada;
  • todos os endereços de páginas na Internet (URLs), incluídas no texto (Ex.: https://revistas.unila.edu.br/relus) devem estar ativos e prontos para clicar;
  • as siglas devem vir acompanhadas do nome por extenso;
  • o uso de negrito deve ficar restrito aos títulos e intertítulos; o de itálico, apenas para destacar conceitos ou grifar palavras em língua estrangeira.

Quanto às citações:

1. As citações com mais de três linhas (longas) devem vir sempre em novo parágrafo, em corpo 9, sem aspas, texto justificado, com recuo de 4 cm em relação à margem esquerda, sem recuo adicional na primeira linha da citação;


2. As citações às referências bibliográficas devem ser inseridas no texto, estando no seguinte formato:

a) autor-data, com o sobrenome de cada autor em letra maiúscula. Ex.: (BOGDAN; BIKLEN, 2000, p. 201). Se faz parte do corpo do texto: Bogdan e Biklen (2000). Observe que no corpo do texto é usado "e".

b) a citação direta é a transcrição textual fiel de parte de um conteúdo de uma obra. Por ser a transcrição exata de uma frase/parágrafo de um texto, a frase/parágrafo em questão será apresentada entre aspas duplas, indicando o número da página, podendo assumir duas formas, exemplos:

  • “A jornada tinha tudo para ser dificílima, mas não foi” (SOARES; SILVA; ALMEIDA 2014, p. 37). 
  • De acordo com Soares, Silva e Almeida (2014, p. 37) “a jornada tinha tudo para ser dificílima, mas não foi”. 

3. Citações no texto com até três autores, deverão ter todos os sobrenomes inseridos. O et al (sem itálico) apenas será usado quando o número de autores for superior a três.

4. O apud (sem itálico) deve ser evitado a todo custo.

Quanto às referências bibliográficas:

1. As referências bibliográficas devem se ater as obras e autores citados no texto e devem ser apresentadas em ordem alfabética, segundo as normas NBR 6023/2002 da ABNT, ao final do trabalho.
É de responsabilidade do(s) autor(es) a correta e exata citação no texto e a correspondente informação na lista de referências ao final do mesmo. Seguir os exemplos abaixo: 

a) Livro contendo apenas um único autor:
SOBRENOME, Nome abreviado. Título em negrito. Edição. Local de edição: Editora, ano de edição, número de páginas.
Exemplo:
BACHELARD, G. O racionalismo aplicado. Rio de Janeiro, RJ: Zahar, p. 247, 1977.

b) Livro contendo dois autores:
SOBRENOME, Nome abreviado; SOBRENOME, Nome abreviado. Idem ao primeiro exemplo.
Exemplo:
BOGDAN, R.; BIKLEN, S. Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Portugal, PT: Porto Editora, p. 336, 2000.

c) Livro contendo três autores:
SOBRENOME, Nome abreviado; SOBRENOME, Nome abreviado; SOBRENOME, Nome abreviado. Idem ao primeiro exemplo.
Exemplo:
SOARES, M. H. F. B.; SILVA, M. V. B.; ALMEIDA, A. M. Distintos Cavalheiros. Goiânia, GO: Kelps, p. 152, 2014.

d) Livro de mais de três autores:
SOBRENOME, Nome abreviado et al. Idem ao primeiro exemplo.
Exemplo:
KISHIMOTO, T. M.; et al. Jogo, brinquedo, brincadeira e a educação. São Paulo, SP: Cortez, p. 207, 2011.

e) Capítulo de livro:
SOBRENOME, Nome abreviado. Título do artigo. In: SOBRENOME, Nome abreviado (Ed./Org.). Título do livro em negrito. Edição, Local de edição: Editora, número de páginas do capítulo, ano de edição.
Exemplo:
SCHÖN, D. Formar professores como profissionais reflexivos. In: NÓVOA, A. (Ed.). Os professores e a sua formação. 3a. ed., Lisboa, PT: Dom Quixote, p. 79–91, 1997.

f) Artigos em Revistas:
SOBRENOME, Nome abreviado. Título do artigo sem aspas ou itálico. Nome da Revista em negrito, volume, número, página(s), ano.
Exemplo:
CAVALCANTI, E. L. D.; SOARES, M. H. F. B. O uso do jogo de roles (roleplaying game) como estratégia de discussão e avaliação do conhecimento químico. Revista Electrónica de Enseñanza de las Ciencias, v. 8, n. 1, p. 255-282, 2009.

g) Dissertações e Teses:
SOBRENOME, Nome abreviado. Título da dissertação ou tese em negrito. Ano da defesa. Número de folhas. Dissertação/Tese (Mestrado/Doutorado em xxx [área]) – Nome da Instituição (Faculdade, Universidade), local, ano da publicação.
Exemplo:
PORTO, M. G. C. Jogo, TIC e ensino de química: Uma Proposta Pedagógica. 2015. 249 f. Tese (Doutorado em Ensino de Ciências) - Programa de Pós-Graduação em Ensino das Ciências, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife, 2015.

h) Trabalhos publicados em anais de eventos:
SOBRENOME, Nome abreviado. Título do trabalho. In: Nome do congresso (SIGLA), Edição, Ano, Local. Anais (ou Atas), em negrito. Local de publicação dos anais: Editora, ano.
Exemplo:
CLEOPHAS, M. G. P.; LINS, W. C. B.; LEÃO, M. B. C. Usabilidade dos dispositivos móveis: verificando a confiabilidade de um questionário a partir da aplicação do coeficiente alfa de Cronbach. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS, 9, 2013. Águas de Lindóia, SP. Anais... Rio de Janeiro, RJ: ABRAPEC, 2013.

i) Publicação em meio eletrônico:
SOBRENOME, Nome abreviado. Título da matéria ou artigo. Título da publicação (site, revista), local, número, data (mês e ano). Disponível em: (endereço eletrônico). Acesso em: (data).
Exemplo:
HILLINGER, M. Thinking outside the browser: experiencing new approaches to Web-based instruction. Reading Online, v. 5, n. 2, 2001. Disponível em: <http://www.readingonline.org/electronic/elec_index.asp?HREF=hillinger/index.html>. Acesso em: 12 set. 2015.

 

IMPORTANTE:

Os trabalhos devem ser enviados na extensão .doc, obedecendo rigorosamente o Template da RELuS (BAIXE-O AQUI).

Observação: O Template usado na RELuS foi adaptado a partir do modelo da Revista Investigações em Ensino de Ciências.

Por fim, solicitamos que as normas acima sejam cuidadosamente seguidas; caso contrário, os textos enviados não serão considerados para avaliação.

Artigos Científicos de Pesquisa

Artigos científicos (empírico ou teórico): documento inédito oriundo de pesquisa científica. Os dados devem ser originais e destinados exclusivamente para esta revista, não tendo sido publicado integralmente em nenhum outro veículo. São esperados textos com 15 a 25 páginas. Esta seção se divide em:

JOGOS, ATIVIDADES LÚDICAS E APRENDIZAGEM (JAP) - Trabalhos de pesquisa que utilizam jogos e atividades lúdicas e que considerem a sua devida relação com as várias teorias de ensino e aprendizagem aplicadas à conceitos científicos diversos.

JOGOS EDUCATIVO DIGITAIS (JED) - Trabalhos de pesquisa que utilizam jogos Educativos digitais e sua viabilidade no ensino das ciências; Aspectos avaliativos do JED que comprovem sua eficácia na aquisição de habilidades cognitivas perante ao processo de ensino e aprendizagem das ciências, ou ainda; Teorias de aprendizagem relacionados aos Jogos Eletrônicos Digitais.

JOGO, ATIVIDADES LÚDICAS (em geral) E AVALIAÇÃO DE APRENDIZAGEM (JAA) - Trabalhos de pesquisa que utilizam jogos e atividades lúdicas e suas relações com os pressupostos teóricos relacionados à avaliação do ensino e da aprendizagem no ensino de ciências.

EPISTEMOLOGIA E FILOSOFIA DO JOGO (EFJ) - Trabalhos de pesquisa que explorem a relação do jogo com a filosofia, pedagogia, sociologia, ou que discutam, de modo aprofundado, a epistemologia e/ou a filosofia do jogo.

Relatos de Pesquisa ou de Experiências

As publicações podem ser do tipo Relatos de Pesquisa (publicação de experiências de pesquisas relacionadas às seções da RELuS, desenvolvidas ou em andamento) ou Relatos de Experiências (publicação de experiências profissionais educativas relacionadas às seções da RELuS, desenvolvidas ou em andamento e que as propostas apresentadas apontem perspectivas críticas para a área de Jogos e/ou Atividades Lúdicas.  São esperados textos com 15 a 20 páginas. Esta seção se divide em:

RELATOS SOBRE DIFERENTES ATIVIDADES LÚDICAS (RAL) - Relatos de experiência que descrevam a aplicação de atividades lúdicas em geral, tais como, história em quadrinhos, cordéis, paródias, palavras-cruzadas, escape room, etc. (que não se enquadrem como jogos analógicos ou digitais). Logo, em se tratando de relatos de experiência, os resultados devem ser claros, demonstrando assim, a eficácia ou não da atividade em um determinado contexto educacional.

RELATOS SOBRE JOGOS EDUCATIVOS DIGITAIS (RJED) - Relatos de experiência que descrevam a aplicação de Jogos Educativos Digitais no ensino de ciências. Também podem ser enviados relatos que envolvam o uso de jogos em formato de aplicativos móveis.

RELATOS SOBRE JOGOS ANALÓGICOS (RJA) - Relatos de experiência que descrevam a utilização de jogos. No entanto, aqui se consideram jogos analógicos, ou seja, não digitais, por exemplo, jogos de tabuleiros, de cartas, etc.

LUDICIDADE E EXPERIMENTAÇÃO (LEE) - Trabalhos de pesquisa que considerem a devida relação entre a ludicidade e experimentos laboratoriais.

Política de Privacidade

Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.