Histórias em quadrinhos e ensino de química: propostas de licenciandos para uma atividade lúdica

Bruno Silva Leite

Resumo


Com o objetivo de analisar a elaboração de histórias em quadrinhos (HQs) utilizando duas ferramentas da Web 2.0 (Pixton e ToonDoo), este artigo relata os resultados de uma investigação realizada com sessenta e quatro (64) estudantes de química de uma universidade pública. Para contemplar o objetivo central da pesquisa, uma abordagem qualitativa, consideramos o estudo de caso em três etapas. Primeiramente os estudantes elaboraram HQs sobre conteúdos de química. Após a elaboração, foi aplicado um questionário que teve por objetivo avaliar o material produzido e as percepções dos estudantes. Ao final da atividade, os estudantes apresentaram um seminário propondo estratégias didáticas para a incorporação das HQs no processo de ensino e aprendizagem de química. Os resultados indicaram uma postura favorável dos estudantes ao uso de HQs como estratégia para o ensino de conceitos químicos. Além disso, os resultados apontam que a elaboração das HQs possibilitou aos estudantes experimentarem diferentes contextos de aprendizagem, principalmente por considerarmos que a atividade proposta está relacionada com o uso do lúdico e das tecnologias.


Texto completo:

PDF

Referências


AQUINO, F. F. et al. Elaboração, Aplicação e Avaliação de uma HQ Sobre Conteúdo de História dos Modelos Atômicos para o Ensino de Química. Orbital - The Electronic Journal of Chemistry, v. 7, n. 1, 5 abr. 2015.

BARBIER, R. Escuta sensível na formação de profissionais de saúde. Conferência na Escola Superior de Ciências da Saúde. Anais...2002Disponível em:

BORGES, L. R. Quadrinhos: Literatura gráfico-visual. Revista Agaquê, v. 3, n. 2, p. 13–28, 2001.

BRASIL, M. DA E. S. DE E. F. Parâmetros Curriculares Nacionais: arte. Brasília: MEC, 1998.

CABELLO, K. S. A.; DE LA ROCQUE, L.; SOUSA, I. C. F. DE. Uma história em quadrinhos para o ensino e divulgação da hanseníase. Revista Electrónica de Enseñanza de las Ciencias, v. 9, n. 1, p. 225–241, 2010.

CARTER, H. A. Chemistry in the comics: Part 1. A survey of the comic book literature. Journal of Chemical Education, v. 65, n. 12, p. 1029, dez. 1988.

CARTER, H. A. Chemistry in the comics: Part 2. Classic chemistry. Journal of Chemical Education, v. 66, n. 2, p. 118, fev. 1989a.

CARTER, H. A. Chemistry in the comics: Part 3. The acidity of paper. Journal of Chemical Education, v. 66, n. 11, p. 883, nov. 1989b.

CARTER, H. A. Chemistry in the comics: Part 4. The preservation and deacidification of comic books. Journal of Chemical Education, v. 67, n. 1, p. 3, jan. 1990.

CASTILHO, D. L.; SILVEIRA, K. P.; MACHADO, A. H. As aulas de Química como espaço de investigação e reflexão. Química nova na escola, v. 9, p. 14–17, 1999.

CAVALCANTE, K. S. B. et al. Educação Ambiental em Histórias em Quadrinhos: Recurso Didático para o Ensino de Ciências. Química Nova na Escola, v. 37, n. 4, p. 270–277, 2015.

COLL, C.; MONEREO, C. Psicologia da educação virtual: aprender e ensinar com as tecnologias da informação e da comunicação. Porto Alegre: Artmed, 2010.

CRESWELL, J. W. Projeto de pesquisa: métodos qualitativo, quantitativo e misto. 3. ed. Porto Alegre: Artmed, 2010.

CRESWELL, J. W. Research design: qualitative, quantitative, and mixed methods approaches. 4th. ed. London: SAGE Publications, 2014.

FRANCISCO JUNIOR, W. E. Produção textual em diferentes gêneros: um caso na formação de professores de química. Educação em Revista, v. 29, n. 2, p. 201–224, 2013.

FRANCISCO JUNIOR, W. E.; GAMA, E. J. S. História em quadrinhos para o ensino de química: contribuições a partir da leitura de licenciandos. Revista Electrónica de Enseñanza de las Ciencias, v. 16, n. 1, p. 152–172, 2017.

FREIRE, P. A importância do ato de ler: em três artigos que se completam. 51. ed. São Paulo: Cortez, 2011.

GONICK, L.; CRIDDLE, C. Química geral em quadrinhos. São Paulo: [s.n.].

KAMEL, C. R. L. Ciências e quadrinhos: explorando as potencialidades das histórias como materiais instrucionais. Rio de Janeiro: Instituto Oswaldo Cruz, 2006.

LEITE, B. S. Tecnologias no ensino de química: teoria e prática na formação docente. 1. ed. Curitiba: Appris, 2015.

LEITE, B. S. Aprendizagem tangencial no processo de ensino e aprendizagem de conceitos científicos: um estudo de caso. RENOTE. Revista Novas Tecnologias na Educação, v. 14, n. 2, p. 1–10, 2016.

LEITE, B. S.; LEÃO, M. B. C. Contribuição da Web 2.0 como ferramenta de aprendizagem: um estudo de caso. Revista Brasileira de Ensino de Ciência e Tecnologia, v. 8, n. 4, p. 288–315, 29 dez. 2015.

LUDKE, M.; ANDRÉ, M. E. D. A. Pesquisa em Educação: Abordagens qualitativas. São Paulo: E.P.U., 2012.

MESSEDER NETO, H. DA S.; MORADILLO, E. F. DE. O Lúdico no Ensino de Química: Considerações a partir da Psicologia Histórico-Cultural. Química Nova na Escola, v. 38, n. 4, p. 360–368, 2016.

MÍGUEZ, M. Una estrategia didáctica alternativa en aulas universitarias de química: potenciando el proceso motivacional por el aprendizaje. Educación química, v. 21, n. 4, p. 278–286, 2010.

ROSA, L. M. R.; SUART, R. DE C.; MARCONDES, M. E. R. Regência e análise de uma sequência de aulas de química: contribuições para a formação inicial docente reflexiva. Ciência & Educação (Bauru), v. 23, n. 1, p. 51–70, mar. 2017.

SANTOS, V. J. DA R. M.; SILVA, F. B. DA; ACIOLI, M. F. Produção de Histórias em Quadrinhos na abordagem interdisciplinar de Biologia e Química. RENOTE, v. 10, n. 3, p. 1–8, 2012.

SANTOS, T. C. DOS; PEREIRA, E. G. C. Histórias em quadrinhos como recurso pedagógico. Revista Práxis, v. 5, n. 9, p. 51–56, 2013.

SEVERO, I. R. M.; KASSEBOEHMER, A. C. Motivação dos alunos: reflexões sobre o perfil motivacional e a percepção dos professores. Química Nova na Escola, v. 39, n. 1, p. 75–82, 2017.

SILVA, J. N. HQ nos livros didáticos. In: LUYTEN, S. M. B. (Ed.). . História em Quadrinhos: leitura crítica. São Paulo: Edições Paulinas, 1984.

SILVA, L. R. DA et al. Elaboração do podcast: "Amadureceu? A química explica como! 13o Simpósio Brasileiro de Educação Química. Anais...Fortaleza: Anais do SIMPEQUI, 2015

SOARES, M. H. F. B. O Lúdico em Química: Jogos e atividades aplicados ao ensino de química. [s.l.] Universidade Federal de São Carlos, 2004.

SOARES, M. H. F. B. Jogos e Atividades lúdicas para o ensino de Química. Goiânia: Kelps, 2013.

SOARES, M. H. F. B.; CRUZ, T. M. G. DOS S. H’QUÍMICA – O uso dos quadrinhos para o ensino de radioatividade. Temporis(ação), v. 16, n. 2, p. 289–307, 2016.

TOMA, H. E. Ligação química: abordagem clássica ou quântica. Química Nova na Escola, v. 6, n. 2, p. 8–12, 1997.

VERGUEIRO, W. Uso das HQs no ensino. In: VERGUEIRO, V.; RAMA, A. (Eds.). . Como usar as histórias em quadrinhos na sala de aula. 3. ed. São Paulo: Contexto, 2008. p. 7–29.

VERGUEIRO, W.; RAMOS, P. Quadrinhos na educação: da rejeição à prática. São Paulo: Contexto, 2009.




DOI: http://dx.doi.org/10.30691/relus.v1i1.748

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista Eletrônica Ludus Scientiae

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

ISSN: 2527-2624

Licença Creative Commons

Revista Eletrônica Ludus Scientiae de https://revistas.unila.edu.br/relus está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em https://revistas.unila.edu.br/relus