Aprendizagem baseada em jogos nos Institutos Federais da Região Sul: percepções dos docentes e suas potencialidades

Autores

  • Thiago Troina Melendez Instituto Federal Sul-rio-grandense, Campus Bagé
  • Marcelo Leandro Eichler Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Palavras-chave:

Aprendizagem baseada em jogos, Tecnologias no ensino, Educação profissional e tecnológica

Resumo

A massificação do smartphone nesta última década remodelou as relações das pessoas com as tecnologias digitais, influenciando significativamente na ampliação do acesso aos videogames. Este contexto favorece a promoção da aprendizagem baseada em jogos digitais, visto que o perfil dos usuários dos games se mostra cada vez mais heterogêneo e inclusivo, com atrativos para todos os estudantes. Em nossa instituição de ensino, uma escola técnica federal no sul do Brasil, percebemos um interesse crescente dos alunos em usar e produzir jogos eletrônicos nas atividades curriculares, e em participar de atividades de iniciação científica envolvendo esta temática. Com o intuito de verificar se este quadro se manifesta em instituições com estrutura semelhante à nossa, organizamos uma pesquisa em outras unidades da rede federal de educação profissional na região Sul do país a partir da aplicação de um questionário com colegas docentes destas escolas. As conclusões da nossa investigação sugerem um ponto de vista bastante positivo do uso dos jogos digitais na rotina escolar e seus benefícios para os estudantes. Contudo, a adesão dos docentes para inclusão destes recursos em suas práticas didáticas se mostra muito baixa, o que provavelmente é reflexo das problemáticas relacionadas com o pouco uso das ferramentas da informação e comunicação na educação em geral.

Biografia do Autor

Thiago Troina Melendez, Instituto Federal Sul-rio-grandense, Campus Bagé

Possui Licenciatura em Matemática pela UFRGS (2004), Especialização em Matemática pela FURG (2006), Mestrado em Ensino de Matemática pela UFRGS (2013) e Doutorado em Educação em Ciências pela UFRGS (2019). É docente lotado no Campus Bagé do Instituto Federal Sul-Rio-Grandense, atuando no Ensino Médio Profissionalizante e no Ensino Superior. As áreas de interesse são: Ensino de Matemática, Alfabetização Matemática, Jogos Digitais na Educação, Aprendizagem Móvel, Formação de Professores, Tecnologias na Educação, Modelagem Matemática e História da Matemática. 

Marcelo Leandro Eichler, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Possui Licenciatura em Química (1997), mestrado em Psicologia (2000) e doutorado em Psicologia do Desenvolvimento (2004), obtendo todos os títulos na Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Atualmente é professor adjunto do Departamento de Química Inorgânica da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), docente permanente do Programa de Pós-graduação em Educação (UFRGS), docente colaborador do Programa de Pós-graduação Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde (UFRGS/UFSM/FURG) e pesquisador da Área de Educação Química. As suas atividades de pesquisa e de inovação estão relacionadas com a disseminação das tecnologias de informação e comunicação na educação científica e tecnológica. Também tem interesse pela tematização e atualização do projeto de pesquisa de Jean Piaget. Possui experiência nas áreas de psicologia da educação e de ensino de química, atuando principalmente nos seguintes temas: epistemologia genética, psicologia ambiental, didática das ciências, informática educativa e formação de professores.

Downloads

Publicado

2022-02-21

Edição

Seção

Artigos Científicos de Pesquisa