Pressupostos das metodologias ativas apoiadas nas tecnologias da informação e comunicação e sua implementação na Educação à Distância

Autores

  • Douglas Rodolfo Papale UNISINOS
  • Tiago Luís de Andrade Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT)
  • Sandro José Rigo Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS)
  • Caroline Medeiros Martins de Almeida Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS)

Palavras-chave:

Metodologias ativas, Educação a Distância, Tecnologias da Informação e Comunicação

Resumo

A epistemologia das metodologias ativas não é recente, pois pode ser encontrada em vários marcantes na história, iniciando já no período socrático, na sua maiêutica. A combinação de metodologias ativas com as tecnologias da informação e comunicação é hoje estratégica para a inovação pedagógica tanto no ensino presencial quanto a distância. Neste contexto, este artigo tem como objetivo relacionar os pressupostos das metodologias ativas ancoradas nas tecnologias da informação e comunicação e sua complexidade de implementação na educação a distância. O estudo aqui desenvolvido é uma pesquisa bibliográfica, realizada a partir do levantamento de referências teóricas já analisadas, e publicadas por meios escritos e eletrônicos, como livros e artigos científicos. O crescimento da educação a distância acompanhou a evolução das tecnologias da informação e comunicação, porém isso não significa um avanço pedagógico. Na educação a distância a metodologia ativa proporciona ao aluno a interação com o professor, com o colega, com o conteúdo e com a tecnologia nos ambientes virtuais de aprendizagem, potencializando o processo de ensino e aprendizagem. Diversas pesquisas sobre metodologias ativas demonstram o processo de adoção e expansão no ensino presencial e a distância, porém pesquisas que relacionam as tecnologias da informação e comunicação e as metodologias ativas com a Educação a Distância ainda são pouco estudadas e necessitam de maior atenção, demostrando a relevância deste estudo para as instituições de ensino.

Downloads

Publicado

2022-02-21

Edição

Seção

Artigos Científicos de Pesquisa