A aprendizagem tecnológica ativa em publicações no ensino das Ciências e Matemática:

uma visão geral da incorporação das metodologias ativas às tecnologias digitais

Autores

Palavras-chave:

Aprendizagem Tecnológica Ativa, Tecnologias Digitais, Metodologias Ativas, Ensino das Ciências e Matemática

Resumo

As tecnologias digitais e as metodologias ativas no Ensino das Ciências e Matemática (ECM) estão cada vez mais presentes nas práticas pedagógicas. No contexto da sociedade da informação, pensar o uso conjugado e simultâneo dessas estratégias se mostra pertinente e atual. As metodologias ativas são estratégias que colocam os estudantes como principais agentes de seu aprendizado, já as tecnologias digitais são recursos que auxiliam nos processos de ensino e aprendizagem. Nesse sentido, esta pesquisa, por meio do corpus latente de conteúdo, teve como objetivo identificar quais artigos científicos foram elaborados sobre as metodologias ativas e tecnologias digitais no campo do ECM de maneira conjunta. Além disso, esta pesquisa realizou também uma análise dos artigos mais citados no Google Acadêmico, destacando os objetivos, quais teorias fundamentavam os trabalhos e suas contribuições em cada uma das áreas (Química, Física, Biologia e Matemática). Ademais, buscou-se relacionar estes artigos mais citados com o modelo da Aprendizagem Tecnológica Ativa (ATA). Os resultados mostram que do total de 85 artigos encontrados e analisados, a área do ensino de Química apresentava maior número de publicações (31,7%), seguido do ensino de Matemática (25,8%), de Física (24,7%) e de Biologia (17,6%). Em relação às metodologias ativas, observou-se, de maneira geral, que artigos envolvendo a gamificação e a sala de aula invertida predominavam na maioria das áreas e que o ano de 2020 apresentou maior número de publicações. Por fim, identificou-se a presença dos pilares da ATA nos artigos mais citados, suscitando a contribuição deste modelo para o ECM.

Biografia do Autor

Bruno Silva Leite, Universidade Federal Rural de Pernambuco

Professor de Química e de Tecnologias no Ensino de Química da Universidade Federal Rural de Pernambuco. Licenciado em Química (2008) e mestre no Ensino de Ciências (2011) pela UFRPE e Doutor em Química Computacional (2016) pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Tem experiência na área de Química e Ensino de Química: Em Química desenvolve pesquisas em Astroquímica e Química Computacional; Em Ensino de Química pesquisas sobre a aplicação das Tecnologias no Ensino, atuando nos seguintes temas: Recursos Didáticos Digitais, Web 2.0, Podcast, PLE, Hipermídia educacional, Vídeos Didáticos, processos de ensino e aprendizagem, estratégias didáticas e ambientes virtuais de aprendizagem. Coordena o Laboratório para Elaboração e Utilização de Tecnologias no Ensino de Química (LEUTEQ), o Grupo de pesquisa InPraMEQ (Investigação de Práticas Metodológicas no Ensino de Química) e é professor colaborador do Núcleo SEMENTE (Sistemas para Elaboração de Materiais Educacionais com o uso de novas Tecnologias) do Departamento de Química da UFRPE. 

Downloads

Publicado

2022-02-21

Edição

Seção

Artigos Científicos de Pesquisa