JORNADA RADIOATIVA: UM JOGO DE TABULEIRO PARA O ENSINO DE RADIOATIVIDADE

Autores

DOI:

https://doi.org/10.30691/relus.v4i2.2307

Resumo

No ensino de Química, os jogos estão ganhando evidência como recursos didáticos aplicados no processo de ensino aprendizagem de diversos conteúdos e seus conceitos. Para tanto, esta pesquisa tem o objetivo de investigar as contribuições da utilização de um jogo didático no Ensino do conteúdo de Radioatividade. O jogo Jornada Radioativa relacionou os conceitos de Radioatividade e sua contextualização e foi aplicado em duas turmas de 2º ano do ensino médio, no Colégio de Aplicação da XXXX. Com abordagem metodológica de uma pesquisa qualitativa do tipo exploratória, utilizou-se na produção dos dados um questionário semiestruturado, além da observação direta sobre a aplicação do jogo. Os resultados indicam que a utilização de jogos não é uma prática incomum nas aulas de química dos participantes da pesquisa, porém, é um recurso pertinente e sempre bem-vindo às aulas. O jogo ‘Jornada Radioativa’ contribuiu para a compreensão de conceitos relacionados ao conteúdo de Radioatividade, promovendo o desenvolvimento socioemocional dos estudantes, oportunizando um ensino significativo do conteúdo de Química.

Biografia do Autor

Maiane França de Sales, Universidade Federal do Acre (UFAC)

Graduada em Química pela Universidade Federal do Acre (UFAC), Foi bolsista PIBID do subprojeto Química pela CAPES atuando principalmente na área da Experimentação e atividades lúdicas, monitora da disciplina de Instrumentação Para o Ensino de Química II e Química Orgânica Experimental II. Interesse na área do Ensino de Química focada principalmente na experimentação, e atividades lúdicas.

 

Janaina Santos da Silva, Universidade Federal do Acre (UFAC)

Graduada em Química pela Universidade Federal do Acre (UFAC).

Shirani Kaori Haraguchi, Universidade Federal do Acre (UFAC)

Possui graduação em Química Bacharelado pela Universidade Estadual de Maringá (2005) e mestrado em Química pela Universidade Estadual de Maringá (2008). Doutorado pela Universidade Estadual de Maringá na área de Físico-química em Química de Polímeros . Complementação pedagógica para Licenciatura em Química (2019). Atualmente é Professora Adjunta na Universidade Federal do Acre. Tem experiência na área de Química, com ênfase em Ensino de Química, Química Orgânica/Síntese Orgânica. Físico-Química Orgânica atuando nos seguintes temas: Prática Docente no Ensino de Química, Gamificação, Jogos como Ferramentas para o Ensino de Ciências. Fibras lignocelulósicas, Biocompósitos.

Gahelyka Aghta Pantano Souza, Universidade Federal do Acre (UFAC)

Professora de Ensino de Química na Universidade Federal do Acre (UFAC). Possui graduação em Licenciatura Plena em Química e Mestrado em Educação pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). Doutoranda em Educação pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) (Em Andamento). Professora e pesquisadora em temáticas relacionadas a educação básica e ao ensino superior na área de Química, com ênfase em Ensino de Química; Materiais Didáticos; Formação Inicial e Continuada de Professores. Vice líder do Grupo de Pesquisa e Extensão em Ensino de Ciências (GPEEC) e Coordenadora do Laboratório de Ensino e Pesquisa em Química (LEPQ/UFAC). Atualmente é representante da Região Norte na Sociedade Brasileira de Ensino de Química (SBEnQ), mandato [2018-2020].

Referências

BOGDAN, R.; BIKLEN, S. Investigação Qualitativa em Educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Tradução de Maria João Alvez; Sara Bahia dos Santos e Telmo Mourinho Baptista. Porto Editora. 1994.

CLEOPHAS, M. G.; CAVALCANTI, E. L. D.; SOARES, M. H. F. B. Afinal de Contas, É Jogo Educativo, Didático ou Pedagógico no Ensino de Química/Ciências? Colocando os Pingos nos “Is”. In: CLEOPHAS, M. G.; SOARES, M. H. F. B. (Orgs.). Didatização Lúdica no Ensino de Química/Ciências: teorias de aprendizagem e outras interfaces. São Paulo: Editora Livraria da Física, 2018.

CUNHA, M. B. Jogos no Ensino de Química: Considerações Teóricas para sua Utilização em Sala de Aula. Revista Química Nova na Escola. Vol. 34, N° 2, p. 92-98, 2012.

FRAGELLI, R. R. Trezentos: aprendizagem ativa e colaborativa como uma alternativa ao problema da ansiedade em provas. Revista Eletrônica Gestão & Saúde. Vol. 6, Supl. 2, p.860-872, 2015.

GARCEZ, E. S. C.; SOARES, M. H. F. B. Um Estudo do Estado da Arte Sobre a Utilização do Lúdico em Ensino de Química. RBPEC, 17(1), p. 183-214, 2017.

KISHIMOTO, T. M. O Jogo e a Educação Infantil. São Paulo: Pioneira, 1994.

LAPA, W.P.F.M.; SANTOS, W.P. Os Jogos e Outras Atividades Lúdicas no Contexto Educacional: o que é preciso para proporcionar atividades que tenham rigor educativo? In: LAPA, W. P. F. M.; SILVA; J. C. S. (Orgs.). Jogos no Ensino de Química: fundamentos e aplicações. Curitiba: CRV, 2018.

LIMA, E.C.; MARIANO, D. G.; PAVAN, F. M.; LIMA, A.A.; ARÇARI, D.P. O uso de jogos lúdicos como auxílio para o ensino de química. Revista Educação em Foco. N. 11, p. 1-15, 2011.

MOREIS, C. S. A Radioatividade e o Ensino de Química: um tema para debate. Anais. Londrina-PR. EdUEL, 2015.

SANTANA, E. M.; REZENDE, D. B. Ludicidade, Atividades Lúdicas e Jogos como Instrumentos Mediadores da Aprendizagem de Ciências Naturais. In: SANTANA, E. M.; SILVA, E. L. (Orgs.). Tópicos em Ensino de Química. São Carlos: Pedro & João Editores, 2014.

SANTOS, W. L. P.; MÓL, G. S.; DIB, S. M. F.; MATSUNAGA, R. T.; SANTOS, S. M. O.; CASTRO, E. N. F.; SILVA, G. S.; FARIAS, S. B. Química cidadã. Vol. 2, 3ª ed., São Paulo: AJS, 2016.

SILVA, A. S. F; BEZERRA, T. B. M. S; AQUINO, K. A. S; Estratégia Para o Ensino de Radioatividade na Perspectiva de uma Aprendizagem Significativa: Um Estudo após um Potencial Período de Obliteração. Anais em Revista Conedu, v. 1, p. 1-10, 2016.

SILVA, P. S. S.; GUERRA, E. C. S. Jogos Didáticos Como Ferramenta Facilitadora no Ensino de Química. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação). Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás. Campus Inhumas. Curso de Licenciatura em Química, 2016.

SOARES, M. H. F. B.; Jogos e Atividades Lúdicas para o Ensino de Química. 2a. Edição. Goiânia: Kelps, 2015.

SOARES, M. H. F. B. Jogos e Atividades Lúdicas no Ensino de Química: uma discussão teórica necessária para novos avanços. REDEQUIM, v. 2, n. 2, p. 5-13, 2016.

SUART, R. C.; SOUZA, J. A. Jogos Didáticos no Ensino de Química para a Promoção de Habilidades Cognitivas. In: CLEOPHAS, M. G.; SOARES, M. H. F. B. (Orgs.). Didatização Lúdica no Ensino de Química/Ciências: teorias de aprendizagem e outras interfaces. Editora Livraria da Física, São Paulo 2018.

Downloads

Publicado

2021-01-05

Edição

Seção

Relatos de Pesquisa ou de Experiências