Jogo do césio: utilizando jogos didáticos para o ensino de cálculos estequiométricos

Autores

DOI:

https://doi.org/10.30691/relus.v2i1.917

Resumo

Os jogos são meios acessíveis para poder tornar uma aula tradicional em uma aula diferenciada, divertida e prazerosa. Esses podem proporcionar uma autoanálise da mediação do conteúdo, por parte do professor, e uma autoanálise da aprendizagem, por parte dos alunos. Buscando uma metodologia diferenciada para mediar os conceitos de cálculos estequiométricos, desenvolveu-se um jogo lúdico educacional nas versões física e digital, denominado Jogo do Césio. Para comprovar sua eficácia e observar a preferência por jogos tradicionais ou digitais, o jogo foi testado e avaliado por alunos de Ensino Médio e também por futuros professores, alunos do curso de Licenciatura em Química. O jogo foi bem avaliado pelos alunos e também pelos futuros professores, mostrando-se uma boa alternativa para ser trabalhado em sala de aula.

Biografia do Autor

Maeli Rodrigues de Oliveira Paiva da Hora, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás (IFG)

Departamento de Áreas Acadêmicas. Área: Química. Licenciada em Química pelo Instituto Federal de Goiás (IFG).

Luiz Fernando Batista Loja, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás (IFG)

Departamento de Áreas Acadêmicas. Área: Informática. Graduado em Ciência da Computação pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás, especialista pela Uni-Anhanguera em Gestão de Software, mestre em Ciência da Computação pela Universidade Federal de Goiás e Doutor em Engenharia Elétrica pela Universidade Federal de Uberlândia.

Diego Arantes Teixeira Pires, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás (IFG)

Departamento de Áreas Acadêmicas. Área: Química. Licenciado, Bacharel, Mestre e Doutor em Química pela Universidade de Brasília.  

Referências

CUNHA, M. B. Jogos no Ensino de Química: Considerações Teóricas para sua Utilização em Sala de Aula. Química Nova na Escola, v. 32, n. 2, p. 92-98, 2012.

FIALHO, N. N. Jogos no Ensino de Química e Biologia. Curitiba: Intersaberes, 2013.

FILHO, E. B.; FIORUCCI, A. R.; BENEDETTI, L. P. S.; CRAVEIRO, J. A. Palavras Cruzadas como Recurso Didático no Ensino de Teoria Atômica. Química Nova na Escola, v. 31, n. 2, p. 88-95, 2009.

GODOI, T. A. F.; OLIVEIRA, H. P. M.; COGOGNOTO, L. Tabela periódica - um super trunfo para alunos do Ensino Fundamental e Médio. Química Nova na Escola, v. 32, n. 1, p. 22-25, 2010.

LIMA, E. C.; MARIANO, D. G.; PAVAN, F. M.; Lima, A. A.; ARÇARI, D. P. Uso de Jogos Lúdicos Como Auxilio Para o Ensino de Química. Projeto Revista, v. 1, n. 1, p.1-15, 2011.

SANTOS, A. P. B.; MICHEL, R. C. Vamos Jogar uma SueQuímica?. Química Nova na Escola, v. 31, n. 3, p. 179-183, 2009.

SATURNINO, J. C. S. F.; LUDUVICO, I.; SANTOS, L. J. Pôquer dos elementos dos blocos s e p. Química Nova na Escola, v. 35, n. 1, p. 1-8, 2013.

SOARES, M. H. F. B. O lúdico em química: Jogos e atividades aplicados ao ensino de química. 2004. 219 f. Tese (Doutorado em Ciências) – Programa de Pós Graduação em Química, Universidade Federal de São Carlos, São Paulo, 2004.

SOARES, M. H. F. B. Jogos e atividades lúdicas para o ensino de química. Goiânia: Kelps, 2013.

Downloads

Publicado

2018-09-03

Edição

Seção

Relatos de Pesquisa ou de Experiências