Escape room pedagógico como uma estratégia de aprendizagem para o desenvolvimento das competências educacionais e desencadeamento do flow

Autores

  • Carolin Fátima Duffek Mariano Pscheidt Secretaria de Estado da Educação (SED/SC)
  • Maria das Graças Cleophas Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA) http://orcid.org/0000-0002-5611-2437

Resumo

Este artigo é um relato de experiência, cujo propósito esteve intencionado em verificar as contribuições do Escape Room Pedagógico em relação ao desenvolvimento de competências educacionais, tais como a Criatividade, Comunicação, Colaboração e Pensamento Crítico, além da sua possível influência para promover o desencadeamento do flow. A pesquisa qualitativa aqui apresentada é do tipo Intervenção Pedagógica e foi realizada em uma escola estadual em Rio Negrinho/SC com alunos do nono ano do Ensino Fundamental II. Os dados foram analisados à luz da Análise de Conteúdos de Bardin e os  resultados obtidos apontam que o jogo “EscapeCie” favoreceu o desenvolvimento de todas as competências 4C’s e também demonstrou um alto potencial na promoção do engajamento dos alunos, denotando, desse modo, que ele ajudou a desencadear um estado mental ideal porque eles permaneceram totalmente imersos em resolver os desafios do jogo, demonstrando um alto envolvimento e prazer em permanecer na atividade.

Biografia do Autor

Maria das Graças Cleophas, Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA)

Graduada em Química Industrial pela universidade Federal da Paraíba e licenciada em Química pela mesma Universidade. Mestre em Físico-química pela Universidade Federal da Paraíba. Foi coordenadora do Programa de Iniciação à Docência - PIBID fomentado pela CAPES e contribuiu administrativamente atuando como vice coordenadora do curso de Licenciatura em Ciências da Natureza da Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF). Atualmente é professora da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA). É doutora em Ensino das Ciências, com ênfase no ensino de Química, pela UFRPE. Tem experiência no ensino de Química, atuando principalmente nas seguintes áreas de pesquisa: Problematização para o ensino de Ciências; Instrumentação para o Ensino da Química; História da Química; Desenvolvimento de atividades lúdicas para o ensino e aprendizagem da Química; Inserção de Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) para o ensino de Ciências; Uso de m-learning para o ensino das Ciências; Formação de Professores de Ciências, entre outras.

Downloads

Publicado

2021-12-31

Edição

Seção

Relatos de Pesquisa ou de Experiências