Uso ritual das Tacuaras pelos Guarani e sua violação no Oeste do Paraná

Júlio da Silveira Moreira

Resumo


No dia 14 de março de 2018, cinco índios Avá Guarani foram presos pela
Polícia Ambiental do Estado do Paraná, quando voltavam de uma ilha formada pelo lago da Hidrelétrica de Itaipu, no município de Santa Helena, pelo corte de uma vara de taquara, chamada no processo de “bambu nativo”. Foram imputados em crime do art. 38 da Lei 9.605/98, relativo a “destruir ou danificar vegetação primária ou secundária, em estágio avançado ou médio de regeneração”. O delegado da Polícia Federal estabeleceu uma fiança de mil reais para cada pessoa, totalizando um valor de cinco mil reais. Um advogado que acompanhou o caso e conversou com os Guarani presos relatou que eles não possuíam sequer calçados, e que até uma fiança de 10 reais já seria absurda. No dia 16 de março, os cinco foram soltos por decisão do Juiz Federal que recebeu o caso, com uma condição absurda: “não poderão se ausentar da aldeia sem prévia solicitação de autorização a este Juízo”. Ficou a pergunta no ar, se o juiz federal entende o que é uma aldeia, e que os indígenas se deslocam todos os dias como todos os seres humanos, estejam em aldeias, campos ou cidades.

Palavras-chave


sociologia

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, Rubem Ferreira Thomaz de; MURA, Fábio. Verbete Guarani Ñandeva. In: Carlos Alberto Ricardo. (Org.). Enciclopédia dos Povos Indígenas. São Paulo: Instituto Socioambiental, 2003. Disponível em: . Acesso em 17 mar. 2018.

CHAMORRO, Graciela. Teología Guaraní. Quito: Ed. Abya Yala, 2004.

GRÜNBERG, Friedl Paz; GRÜNBERG, Georg. Los Guaraní: persecución y

resistencia. Pueblos indígenas del centro de América del Sur. Quito: Ed. Abya Yala, 2014

Manifestação do Encontro de Oporaiva. Lida e divulgada na Tekoha Ocoy, São Miguel do Iguaçu-PR, em 18 mar. 2018.

MELIÁ, Bartolomeu. El buen vivir se aprende. Sinéctica, Tlaquepaque, n. 45, p. 1-12, dic. 2015.

_____. Entre a Terra e o Céu Guarani: uma conversa com B. Meliá. (Entrevista cedida a Danielle Bastos Lopes). Espaço Ameríndio, Porto Alegre, v. 10, n. 2, p. 289-298, jul./dez. 2016.

_____. El "modo de ser" Guaraní en la primera documentación jesuitica (1594-1639). Revista de Antropologia, São Paulo, v. 24, p. 1-24, mai 1981. ISSN 1678-9857. Disponível em: . Aceso em: 17 mar. 2018.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Revista Espirales