PARA DECIFRAR O MUNDO DO TRABALHO: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA COM A TÉCNICA DA ENTREVISTA

Autores

Resumo

Discorremos sobre algumas contribuições fornecidas por Marx (1982) e por Engels (2010) para decifrar a realidade dos sujeitos que vivem da venda de sua força de trabalho, e, posteriormente, a partir de um relato de experiência ancorado na realização de entrevistas com operários da indústria têxtil, tecemos reflexões sobre as contribuições da entrevista enquanto ferramenta metodológica relevante para apreensão da realidade.

Biografia do Autor

Hiago Trindade, Universidade Federal de Campina Grande (UFCG)

Professor Assistente do Curso de Serviço Social da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG - Campus Sousa). Bacharel e Mestre em Serviço Social. Doutor em Serviço Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Interessa-se, particularmente, por estudos e debates na área de Serviço Social e trabalho profissional, assim como no campo da sociologia do trabalho.

Referências

ABILIO, Ludmila. Sem maquiagem: o trabalho de um milhão de revendedoras de cosméticos. São Paulo: Boitempo, 2014.

ALVES, Giovanni. Trabalho e neodesenvolvimentismo: choque de capitalismo e nova degradção do trabalho no Brasil. São Paulo: Canal 6/Práxis, 2014.

ALVES, Júlio César Leopardo. JACKSON FILHO, José Marçal. TRABALHO, SAÚDE E FORMAÇÃO POLÍTICA NA ENQUETE OPERÁRIA DE MARX. In: Trab. educ. saúde, vol.15, n.1, pp.13-31, 2017.

ANTUNES, Ricardo. Os sentidos do trabalho: ensaios sobre a afirmação e a negação do trabalho. São Paulo: Boitempo, 2009.

BEAUD, Stéphane. PIALOU, Michel. Retorno à condição operária: investigação em fábricas da Peugeot na França. São Paulo: Boitempo, 2011.

BEZERRA, Lucas. O trabalho dos cortadores de cana na Paraíba dos anos 2000: exploração e produtividade. Dissertação de Mestrado em Serviço Social. Recife: UFPE, 2018.

DAL ROSSO, Sadi. Mais trabalho! A intensificação do labor na sociedade contemporânea. São Paulo: Boitempo, 2008.

ENGELS, Friedrich. A situação da classe trabalhadora na Inglaterra. São Paulo: Boitempo, 2010.

GIL, Antônio Carlos. Métodos e técnicas da pesquisa social. São Paulo: Atlas, 2008.

GONZÁLEZ, Ana Isabel Álvarez. As origens e a comemoração do Dia Internacional das Mulheres. São Paulo: Expressão Popular, 2010.

LANZARDO, Dario. Marx e a enquete operária. In: THIOLLENT, Michael. Crítica metodológica, investigação social e enquete operária. 3. ed. São Paulo: Polis, 1982. p. 233-246. (Série Teoria e História. 6).

MARX, Karl. O questionário de 1880. In: THIOLLENT, Michael. Crítica metodológica, investigação social e enquete operária. 3. ed. São Paulo: Polis, 1982. p. 249-256. (Série Teoria e História. 6).

______. Cadernos de Paris e Manuscritos Econômico-filosóficos. São Paulo: Expressão Popular, 2017.

______. Teses sobre Feurbach. In: NETTO, José Paulo. O leitor de Marx. São Paulo: Civilização Brasileira, 2012.

NETTO, José Paulo. Introdução ao estudo do método em Marx. In: CFESS/ABEPSS. Serviço Social: direitos sociais e competências profissionais. Brasília: CFESS/ABEPSS, 2009.

THIOLLENT, Michael. Crítica metodológica, investigação social e enquete operária. 3. ed. São Paulo: Polis, 1982. (Série Teoria e História. 6).

MÉSZÁROS, István. Para além do capital: rumo a uma teoria da transição. São Paulo: Boitempo, 2009.

SANTOS, João Bosco Feitosa dos et. al, A entrevista como técnica de pesquisa do mundo do trabalho. In: ALVES, Giovanni. SANTOS, João Bosco Feitosa dos. (Orgs.). Métodos e técnicas de Pesquisa sobre o mundo do trabalho. Bauru: Práxis/Canal 6, 2014.

Downloads

Publicado

2020-10-10

Como Citar

Trindade, H. (2020). PARA DECIFRAR O MUNDO DO TRABALHO: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA COM A TÉCNICA DA ENTREVISTA. evista spirales, 2(5), 47–64. ecuperado de https://revistas.unila.edu.br/espirales/article/view/2214

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)