“SULEANDO” A HISTÓRIA DA AMÉRICA

Autores

  • Priscila Ribeiro Dorella Universidade Federal de Viçosa
  • Tereza M. Spyer Dulci Universidade Federal da Integração Latino-Americana

Palavras-chave:

História, Estudos decoloniais/anticoloniais, Abya Yala

Resumo

Este artigo é resultado de uma parceria de longa data. Nós nos conhecemos desde 2008, quando fizemos disciplinas juntas no Departamento de História da Universidade de São Paulo (USP). Desde então, participamos de algumas iniciativas em conjunto, com destaque para atuação na Diretoria da Associação Nacional de Pesquisadores e Professores de História das Américas (ANPHLAC), gestão 2020-2022.

 As reflexões que apresentaremos nas páginas a seguir são fruto da apresentação que fizemos no “Primeiro Simpósio do Grupo de Estudos de História das Américas (GEHA)”, intitulado “História e Estudos Decolonais/Anticoloniais em Abya Yala”, realizado no Instituto de Ciências Humanas e Sociais (ICHS), da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), nos dias 3 e 4 de outubro de 2022.

Referências

ACOSTA, A. O bem viver: uma oportunidade para imaginar outros mundos. Editora Elefante. 2016.

CARVALHO, G.; ROSEVICS, L. “A política externa do governo Lula para a América do Sul: Unasul e Unila”. In: SARTI, I.; LESSA, M.; PERROTA, D.; CARVALHO, G. (org.). Por uma integração ampliada da América do Sul no século XXI. Rio de Janeiro: Perse, 2013. (volume 1), p. 225-240.

COMISSÃO DE IMPLANTAÇÃO DA UNILA. UNILA em construção: um projeto universitário para a América Latina. Foz do Iguaçu: IMEA, 2009.

CUSIQUANQUI, S. CHIXINAKAX VTXIWA: uma reflexão sobre práticas e discursos descolonizadores. São Paulo: N-1, 2021.

DULCI, T. “La integración cultural latinoamericana como proyecto brasileño. La experiencia de la UNILA”. In: Liliana Weinberg. (Org.). Historia Comparada de las Américas. Perspectivas de la integración cultural. 1 ed. Cidade do México: Centro de Investigaciones sobre América Latina y Caribe, 2016, v., p. 413-436.

DULCI, T.; NAME, L. (Org.). Cinelatino: imagens da América Latina a serem decifradas. 1. ed. Foz do Iguaçu: EDUNILA, 2020.

DULCI, T.; FER, E; VITAL. Dossiê Cinelatino. Revista Epistemologias do Sul: Pensamento Social e Político em/desde/para América Latina, Caribe, África e Ásia, v. 4, 2020.

DULCI, T.; MALHEIROS, M. As políticas de educação dentro do regionalismo pós-hegemônico mercosulino: uma análise a partir dos documentos das Cúpulas Sociais do Mercosul e do Plano Estratégico de Ação Social. Cadernos PROLAM/USP (Online), v. 20, p. 127-148, 2021.

DULCI, T.; ORTIZ, C.; MALHEIROS, M. Existências e resistências: feminismos latino-americanos (editorial). Revista Epistemologias do Sul: Pensamento Social e Político em/para/desde América Latina, Caribe, África e Ásia, v. 5, p. 10-19, 2021.

FALS-BORDA, O. Una sociología sentipensante para América Latina. Bogotá: Siglo del Hombre Editores y CLACSO, 2009.

FREIRE, P. Pedagogia da Esperança: um reencontro com a Pedagogia do Oprimido. São Paulo: Paz e Terra, 2015.

MARTINS, J. “Unila: uma Universidade Federal brasileira para América Latina”. Revista Ponto e Vírgula, São Paulo, n.7, p. 224-243, 2010.

NAME, L.; DULCI, T.; CUNHA, G; BRITTO, M.; OLIVEIRA, A. Insurgências decoloniais: geopolítica do conhecimento para outros mundos possíveis. REDOBRA, v. 6, p. 318-335, 2020.

NAME, L.; DULCI, T.; CUNHA, G. Editorial do Dossiê: Corpos e sujeitos na/da modernidade. Revista Epistemologias do Sul: Pensamento Social e Político em/desde/para América Latina, Caribe, África e Ásia, v. 4, p. 12-19, 2020.

NAME, L.; DULCI, T.; CUNHA, G. Apresentação do Dossiê Giro Decolonial Parte 1: Artes visuais, arquiteturas e alteridades. Revista Epistemologias do Sul: Pensamento Social e Político em/desde/para América Latina, Caribe, África e Ásia, v. 3, p. 11-19, 2019.

NAME, L.; DULCI, T.; CUNHA, G. Apresentação do Dossiê Giro Decolonial Parte 2: Gênero, raça, classe e geopolítica do conhecimento. Revista Epistemologias do Sul: Pensamento Social e Político em/desde/para América Latina, Caribe, África e Ásia, v. 3, p. 11-19, 2019.

PPGICAL. Linhas de Pesquisa, 2022. Disponível em: https://portal.unila.edu.br/mestrado/ical/sobre-o-programa/linhas-de-pesquisa.

QUIJANO, A. Colonialidade do poder, eurocentrismo e América Latina. In: Edgardo Lander (org). A colonialidade do saber: eurocentrismo e ciências sociais. Perspectivas latinoamericanas. Buenos Aires: CLACSO, 2005, pp. 117-142.

RIBEIRO, F. “UNILA e UNILAB: Uma abordagem sobre o processo de integração internacional do ensino superior a partir das universidades federais no Brasil”. In: Geosaberes, Fortaleza, v. 6, número especial (1), p. 63 – 71, outubro. 2015.

SEGATO, R. Crítica da colonialidade em oito ensaios e uma antropologia por demanda. Rio de Janeiro: Bazar do tempo, 2021.

TROUILLOT, M. R. Silenciando o Passado: Poder e a Produção da História. Curitiba: Huya, 2016.

Downloads

Publicado

2022-12-29

Como Citar

Ribeiro Dorella, P., & Spyer, T. (2022). “SULEANDO” A HISTÓRIA DA AMÉRICA. evista spirales, 6(2), p. 37–51. ecuperado de https://revistas.unila.edu.br/espirales/article/view/3884

Edição

Seção

Dossiê